Vesúvio pode entrar em erupção a qualquer momento

Quando visitei a Itália queria muito ir até Pompéia. Conhecer a cidade destruída pelo vulcão Vesúvio, em 79 d.C. Não deu tempo. Infelizmente, terá que entrar para minha crescente lista de infinitos lugares para ver antes de morrer.
Bom, o fato é que esses dias conferi um ótimo documentário feito pela Discovery Channel sobre o vulcão. O Vesúvio continua “acordado”, por isso é monitorado 24 horas por dia de diversas maneiras – com câmeras, sismógrafos, etc.
A situação é alarmante. De acordo com o programa, os cientistas acreditam que o Vesúvio tem uma periodicidade. Além de entrar em atividade todo século, o problema é que… a cada cerca de dois mil anos explode com intensidade máxima como na época de Pompéia.
Fazendo as contas… Se os pesquisadores estiverem corretos, esse dia está chegando! Só que, atualmente, mais de três mil pessoas vivem próximas ao gigante. Nápoles é vizinha dele – veja imagem que fiz acima.
 
Como funciona a explosão de um vulcão
De maneira super simplificada, quando as placas tectônicas se movem, podem mandar magma para o vulcão. Dependendo da força da pressão exercida, o vulcão é “destampado”.
Em seguida, uma coluna de cinzas sobe mais que 10 quilômetros acima dele. Ao ficar muito mais pesada que o ar, despenca a uma velocidade maior que 100 km/h. Em segundos, essa cinza quente enterra toda uma cidade e queima tudo por onde passa. Depois, o magma desce a “montanha”.
Para saber mais, selecionei links bacanas:
O site italiano Vesuvioinrete possui webcams ao vivo do Vesúvio. Veja aqui.
A Itália está repleta de vulcões! A maioria localizado na região esquerda da “bota”. Conheça eles aqui.
O site Global Volcanism Program, em inglês, é bem didático e fácil de entender. Tem tudo sobre vulcões.
A página da Universidade Tecnológica de Michigan é completa, mas um pouco bagunçada. Em inglês.
Para que gosta de desgraças, recomendo o site da Estratégia Internacional para Redução de Desastres ou International Strategy for Disaster Reduction, em inglês.

7 comentários em “Vesúvio pode entrar em erupção a qualquer momento”

  1. Se você se interessa pelo assunto, vale a pena dar uma olhada na situação do Parque Nacional de Yellowstone, localizado numa área marcada pela ocorrência de grandes explosões no passado. O local, que recebe considerável número de turistas, ainda é não está livre da atividade vulcânica, que é refletida nos milhares de terremotos registrados a cada ano no parque.

  2. Oi Isis,
    Napoli, onde morei, não corre maiores riscos, pelo menos em relação a lava. O que é preocupante são as cidades no pé do vulcão, onde há construções no caminho usual da lava. Sem falar no fato que não há uma estratégia para o caso de uma grande erupção, o pânico vai causar tantos estragos quanto o próprio vulcão. E não é só o Vesúvio. Há ainda o Solfatara, cuja cratera fica no nível do solo e outros menores que não sei se estão ativos ou não. Curiosidade: San Gennaro é o santo protetor de Napoli, e seu sangue se liquefaz duas vezes por ano (isso acontece quando agitado, ou seja, é um desses líquidos que sob tensão entra na fase líquida, o que é conhecido em física como “shear thinning”). Enquanto isso acontecer, e a maioria das pessoas lá realmente acredita na lenda, Napoli estará protegida do Vesúvio.
    Abs,
    Jef

  3. Legal a informação jef, vou procurar a respeito…
    Isis, ..vulcões e assuntos correlatos são realmente fascinantes. Estive a um tempo atrás na Nicaragua, onde visitei alguns vulcões… lá ha uma ilha vulcânica no meio do lago Cocibolca, com 2 vulcões, um ativo (Concepción) e um inativo (Madera) que é uma reserva natural, com cachoeira, lago na cratera principal, floresta umida e tudo mais… o Ativo, havia estremecido a região rescentemente e estava soltando muitas cinzas, deixando inclusive uma cicatriz extensa numa lateral do vulcão, onde destruiu a vegetação até quade o meio da montanha de mais de 1600m. …perguntei ao cara que me guiava pela ilha porque as pessoas insistiam em ficar ali sabendo que a qualquer momento algo trágico poderia acontecer, e a resposta é a seguite, “é o lugar mais fértil para se plantar” .. os nativos preferem o risco iminente, à mudar para um lugar que ofereça condições menos favoráveis para seu sustento… …uma obviedade que nem precisava perguntar. Mas o lugar é realmente lindo, a natureza exuberante, o povo extremamente receptivo, além de ser local de estudos antropológicos (Astecas e Maias)… …praias negras de sedimentação vulcanica, etc…
    Creio que a sina de quem more perto desses lugares seja mesmo essa, assumir o risco sob pena de ter que mudar uma cultura antiga, e talvez sucumbir ao que lhes é desconhecido.

  4. Bel, adoro o assunto. Já li alguma coisa sobre esse parque, tenho muita vontade de ver um gêiser de pertinho…
    Jef, Nápoles corre risco sim, pelo o que pesquisei. O perigo nem tanto é a lava, mas a cinza que cai em velocidade e temperatura altas… Mas essa de San Genaro é muuuito interessante!
    Alex, que bárbaro! Deve ser mesmo cinematográfico. Acredito que as pessoas pensam que o pior nunca irá acontecer com elas. Enquanto os vulcões estão relativamente quietos, elas devem ter uma falsa sensação de segurança…

  5. oie pessoal♥
    adoro isso,mas acho triste vejo as pessoas em predas parecendo estatuas da cidade de pompeia.num sou cientista mais gostaria de saber mais sobre isso!♥♥♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *