Máscaras de avestruz contra a gripe suína

Apesar de aparecer na televisão e em fotos um monte de gente “se protegendo” contra a gripe suína (vírus H1N1) usando máscaras, elas não servem para nada. É que o vírus é tão, mas tão pequenininho que passa pelo material.
Só que… O Japão – comentários? – desenvolveu máscaras com anticorpos de avestruz. Ou melhor, com anticorpos retirados de ovos de avestruz. De acordo com a empresa que comercializa o produto, a Ostrich Pharma Corp, esses anticorpos envolvem os vírus da gripe que entram em contato com a máscara, inativando a ação deles.
Em 2004, o professor universitário, veterinário e dono da companhia, Yasuhiro Tsukamoto, estudou a gripe aviária no Japão. Durante sua pesquisa, percebeu que o sistema imune dos avestruzes é extremamente resistente a maioria das doenças que afetam os pássaros – como a gripe aviária. Aí… veio o insight comercial.
Veja o site da empresa aqui, em japonês!
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a gripe suína já infectou mais de 26.500 pessoas em 73 países. Dessas, 140 faleceram. Mas o vírus pode mutar novamente e piorar a mortalidade. Como sou otimista, acredito que não acontecerá. Que venha o futuro.
Deixe os comentários neste blog, no Roda de Ciência!

2 comentários em “Máscaras de avestruz contra a gripe suína”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *