A cana-de-açúcar não abandonou Pernambuco

Enquanto Alagoas está repleto de coqueiros – vou fazer um post sobre isso -, desde 1500, Pernambuco foi tomado pela cana-de-açúcar. Antes, ela era cultivada para gerar o açúcar. Agora, também é usada na produção de etanol.
Por todas as estradas que passei como a PE-060, a PE-009 e a BR 101 – veja um roteiro resumido da viagem aqui, no Google Maps – apenas lembro de uma única vez cruzar uma Área de Proteção Ambiental (APA) de Mata Atlântica no estado de Pernambuco.
Durante praticamente todo o trajeto, a Mata Atlântica cedeu lugar à cana plantada até a beira das estradas. Inclusive, cultivada em cima dos morros (!) – observe na foto. As matas ciliares dos rios que vi foram preservadas. Mas alguns riachos chegam a cruzar estradas de terras – foto abaixo.
O pior não pára por aí. Para facilitar a colheita – ajudar a despalhar a cana -, em muitos casos ela é queimada. Eu vi a prática. O perigo é que o fogo pode alcançar as matas de preservação. Além disso, segundo pesquisas, as partículas suspensas entram no sistema respiratório. Elas podem provocar reações alérgicas e inflamatórias ou, se caírem na corrente sanguínea, complicações em diversos órgãos.
De acordo com a Fundação Joaquim Nabuco, “a cana-de-açúcar é plantada na zona da mata de Pernambuco, na chamada zona canavieira há quase 5 séculos. A área cultivada tem cerca de 12 mil km², fica situada próxima ao Oceano Atlântico, possui solos ricos para a agricultura, onde não há ameaças de secas e os rios são perenes”. Apesar do histórico, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2007, São Paulo é o estado que mais cultiva a cana-de-açúcar (58,8% da safra nacional).
No Nordeste, o sol da primavera é escaldante. Percorrendo as estradas, nossos braços expostos ao sol ardiam. Quando cruzamos a APA, uma brisa fresca tomou conta do carro. O barulho dos pássaros também nos deixou mais tranquilos.
Foi triste ver a riqueza do bioma-mais-lindo-do-mundo ceder lugar à monocultura da cana-de-açúcar. Minha vontade era de negar o etanol. Porém, ironicamente, o carro que usei no trajeto foi abastecido com álcool. Que, não sei até quando, ainda polui menos que o petróleo. Veja mais fotos aqui.

5 comentários em “A cana-de-açúcar não abandonou Pernambuco”

  1. Ainda não abandonou, mas vai abandonar… Os processos medievais de produção não têm como competir com os de outras áreas. Vai – como a monocultura do café fez com o Vale do Paraíba – deixar um rastro de destruição para trás.
    E você esqueceu mais um dano que as queimadas da cana causam: a morte de animais silvestres (aqueles poucos que resistiram ao desflorestamento).
    Bem que merecia um esforço governamental pelo reflorestamento, mas parece que o último governante que se preocupou com isso foi Pedro II…

  2. Isis,
    O pior não pára por aí… você deveria ter passado um tempinho junto a uma usina para ver, sentir na pele e nos pulmões as partículas de carvão provenientes da chaminé (aqui chamamos de bueiro). Suspensas no ar, alcançam grandes distâncias, caem sobre nós como uma tempestade de neve negra.
    Apesar das campanhas para colocação de filtros, volta e meia eles quebram….
    Nasci e cresci na zona da mata(?) e testemunhei a morte lenta do que restou da Mata Atlântica, lamentável!

  3. se nóx nao cuidarmos nóx vamos terminar acabando com todu que ainda resta de mata atlantica e etc…
    nóx temos que parar de jogar lixo nas ruas,canais,corregosetc…
    porque se não nóx vamos poluir a camada de ozonio e vamos ficar sem ar puro

  4. se nóx nao cuidarmos nóx vamos terminar acabando com todu que ainda resta de mata atlantica e etc…
    nóx temos que parar de jogar lixo nas ruas,canais,corregosetc…
    porque se não nóx vamos poluir a camada de ozonio e vamos ficar sem ar puro

  5. Fiz uma viagem pelo litoral.Ffiquei decepcionada enquanto ainda a Bahia se mantem linda e majestosa com suas reservas(espero que dure para sempre) os estados de SE, AL,PE , PB, RN.até onde vi existe pequena reservas de mata atlântica é um canavial só. meu Deus que tristeza. Me digam que estou errada e exagerada. tudo tâo lindo sendo brutalmente violado, disimado,pelo homem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *