O que comer para aliviar a TPM?

Pô, li essas informações obtidas com o médico Maximo Asinelli e adorei. Vou adotar. Olha, só. A Tensão Pré-Menstrual possui cerca de 150 sintomas relacionados que, além do psicológico, também influenciam a parte física e comportamental. Nós, mulheres, sabemos bem disso…
No período anterior à menstruação, alguns nutrientes ficam em falta no organismo. Comer mal contribui com essa deficiência. Além disso, agrava os sintomas levando ao surgimento de inchaços pelo corpo, náuseas, dores nos seios, mudanças de humor, entre outros.
Então, o primeiro passo é procurar se alimentar com mais frequência durante o dia, mas em refeições menores. O que facilita o processo de digestão e mantém o corpo sempre com reservas energéticas. A montagem do prato deve privilegiar alimentos leves como frutas, verduras, legumes e grãos integrais. Gordura saturada e sal devem ser evitados – mas… o chocolate? Continue lendo…
O médico afirma que magnésio e o cálcio são substâncias essenciais para o processo metabólico, pois a ingestão alivia os desconfortos. O primeiro está presente nos alimentos integrais – como arroz integral, aveia, granola e farelo de trigo – e no amendoim, nozes, amêndoas, feijão, soja, frutos do mar. O cálcio é encontrado, principalmente, no leite e seus derivados. Mas dê preferência pelos com baixo teor de gordura como queijo branco e leite desnatado.
Enfim… O chocolate! Ele também é rico em magnésio. Porém, se consumido em excesso, o açúcar e a cafeína que contém vão deixar a TPM ainda mais incômoda. Somado a isso, nada de alimentos como refrigerantes e café. O álcool também deve ser mantido longe da dieta. Ouviu garota enxaqueca?

6 comentários em “O que comer para aliviar a TPM?”

  1. Rafael,
    Tb sinto este cheiro…Mas acho normal, visto q acredito ser a proposta deste blog (não é chamado “Xis Xis” por acaso)… dar um toque femista às ciências.
    Não só não reclamo como até gosto (senão, não visitava)

  2. Ser “menina” não implica em nada do que estou falando. Mulheres podem ser machistas, femistas, feministas etc. assim como os homens.
    Engraçado essa percepção de que femismo não é pior (ou é melhor) do machismo. E isso que me desaponta – encontrar tal ocorrência em um blog de ciências. Há certas colocações um tanto quanto ignorante quanto a relação entre gêneros e sexos.
    Mas achei interessante o ponto levantado pelo André, ao menos há este contato com a óptica femista… Experiência válida, obrigado.

  3. Rafael, o que escrevi foi uma brincadeira. O machismo é preconceituoso. O feminismo também pode ser preconceituoso, mas foi importante para as mulheres lutarem contra sua subjugação. E existem mulheres como você disse, claro.
    Porém homens e mulheres não são iguais biologicamente, mas devem ter os mesmos direitos. Apesar de vivermos em uma democracia com uma constituição mais igualitária para ambos os sexos, as mulheres ainda são desrespeitadas. Ganhamos menos, sofremos preconceito por ser mulher – eu que o diga -, sofremos preconceito no trabalho por querer ter filho – juro -, entre outros.
    Minha ideia é chamar a atenção para isso. Geralmente, eu escrevo tirando sarro. E você falou em encontrar isso em um blog de ciência? A realidade é válida para todos. Veja esse post sobre as mulheres e os homens cientistas: http://scienceblogs.com.br/xisxis/2008/06/135.php .

  4. Homens e mulheres têm diferenças biológicas, não nego. Assim como acredito que ambos mereçam direitos iguais, acho que a existência de preconceito contra mulheres é óbvia. Mas um erro não justifica outro, sou contra tanto ao machismo quanto ao femismo – ambas as crenças preconceituosas.
    Aliás, há diferença entre femismo e feminismo. A segunda revela-se livre de preconceito, já que busca uma relação benéfica de igualdade para ambos os sexos – no entanto, a primeira não. Da luta contra o machismo da sociedade (como disse, machismo não é exclusividade de homens) surgiu o feminismo, importante para a quebra dos preconceitos, mas com esse movimento surgiu também o femismo, que seria algo como o “machismo ao contrário” – um preconceito direcionado aos homens e não as mulheres.
    E quanto ao seu artigo… Tal constatação é fruto de uma sociedade machista, algo que necessita atenção e mudança. Mas uma mudança para a igualdade e não para a inversão da desigualdade. 😉
    Desculpe, acho que me estendi demais nesse assunto, só não queria criar nenhum desentendimento. ^^
    De qualquer forma, conheci um blog semana passada no qual encontrei certa semelhança com minhas idéias. Gostaria que conhecesse, a autora é mulher assim como você e ela se estende bem mais no assunto. Espero que seja uma leitura proveitosa, aqui a url: http://avezdasmulheres.wordpress.com/category/femismo/
    Até mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *