Bichos de X^n cabeças (parte 5/5)

(Translate)

Bichos de X^n cabeças (parte 4/5)

Bicho de 28+10 cabeças

Kilobytes ou também conhecidos como Kbytes ou só Kb.

1 Kilobyte = 210 bytes = 218 bits.

No caso, um arquivo de texto com 1 caractere em um editor de texto como LibreOffice, diferente do Leafpad, no qual seu tamanho seria de 1 byte, agora seu tamanho é de aproximadamente 7,8 Kbytes, no nosso exemplo abaixo chamado exemplo 1.odt. E se dobrarmos estes caracteres (ou seja, um arquivo com 2 caracteres), diferente do “intuitivo”, seu tamanho não dobra, somente aumenta em 113 bytes levando o arquivo para algo próximo de 7,9 kbytes. No nosso exemplo abaixo chamado exemplo 2.odt.

Exemplo do tamanho de arquivos salvos em .odt.

Podemos perceber neste exemplo, que a razão dos editores mais rebuscados terem arquivos mais pesados ainda que seu conteúdo seja de 1 byte e 2 bytes, é pela quantidade de fatores que estes softwares também armazenam sem que nós percebamos. Como o tamanho da página (A4), as dimensões das margens da página, a cor da fonte, a própria fonte (Arial, Times, Comics Sans, …), entre outras dezenas de características que um arquivo novo (que aparentemente ainda não configuramos), já carrega sem percebermos.

Por outro lado, podemos considerar uma imagem como algo bem mais complexo, com detalhes que nos parecem bem rebuscados, porém dos quais, são compactados em um número bem pequeno de dados. Esta é uma forma simples de entender as diferenças entre os diversos formatos de arquivos de imagem que selecionamos. Isto representa a “técnica” com a qual o computador comprimirá os dados que representam esta imagem. As vezes isto traz perdas, outras não.

A próxima imagem ocupa as dimensões de 1152×864 pixels, ou seja, ela utiliza 995.328 pixels. Se encararmos o modelo RGB de cores, para cada pixel poderíamos assumir 3 bytes gastos para representar suas cores. Assim, em um cálculo simples, 995.328 vezes 3, esta imagem deveria ter o tamanho de 2.985.984 bytes. Convertendo para Kbytes (dividindo por 1024), teríamos um arquivo com 2.916 Kb.

Mas então, abrimos o arquivo e verificamos suas propriedades, logo encontramos que o arquivo tem 71 Kb. Como isto é possível?

Exatamente pelo que foi dito anteriormente. Veja estas regiões brancas, verdes e vermelhas na imagem. O “computador esperto” ao utilizar uma técnica de compactação de imagem, tenta relacionar estas informações, evitando repeti-las na hora de guardar o conteúdo. Isto gera um “código” que faz o computador ao lê-lo, saber como preencher a imagem com seus 995.328 pixels, mas para guardá-lo, consegue fazer com apenas 71 Kb.

Exemplo de imagem comprimida.

Ordem de grandeza no número de cabeças

De maneira semelhante ao que vimos do byte para o Kbyte, temos um crescimento nesta mesma proporção para as outras demais entidades das quais tanto ouvimos falar:

Megabytes ou também conhecidos como Mbytes ou somente Mb.

1 Megabyte = 210 kilobytes = 220 bytes = 228 bits.

Este arquivo ficou com 40 Mb, não consigo enviá-lo por e-mail”.

Faltam ainda 500 Mb para concluir meu download”.

Gigabytes ou também conhecidos como Gbytes ou somente Gb.

1 Gigabyte = 210 megabytes = 220 kilobytes = 230 bytes = 238 bits.

Meu pendrive de 8 Gb está lotado”

Aquele filme tem 3 Gb, deve estar em alta definição”

Terabytes ou também conhecidos como Tbytes ou somente Tb.

1 Terabyte = 210 gigabytes = 220 megabytes = 230 kilobytes = 240 bytes = 248 bits.

Comprei um HD externo de 1 Tb”

Na operação dos Panamá-Papers, vazaram 3,2 Tb de arquivos”

Conhecendo a relação entre as grandezas, podemos converter para uma ordem menor (Byte → Kbyte → Mbyte → Gbyte → Tbyte), dividindo por 1024. E converter de uma ordem maior (Tbyte → Gbyte → Mbyte → Kbyte → Byte) multiplicando por 1024.

Voltar para página principal

Quem escreve os posts?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *