Ninguém pode ler este post

Você conhece alguém mais rápido do que Jack Beauregard?
Mais rápido que ele? Ninguém!

Pra quem curte velho oeste a frase acima é do filme “Meu nome é ninguém”. A história segue um pistoleiro desconhecido que insiste permanecer no anonimato se apresentando como “Ninguém”. Mas a medida que seus feitos começam a chamar atenção e ser reconhecido como o mais rápido no gatilho, “Ninguém” passa a ser alguém do qual muitos querem derrotar em um duelo.

Porém não é de hoje que Ninguém é alguém. Já na obra Odisseia, do poeta grego Homero. Ulisses/Odisseu se apresenta como Ninguém para o ciclope Polifemo que os mantêm cativos em sua caverna. Ulisses/Odisseu oferece-lhe bastante bebida, para depois de adormecer o ciclope, furar-lhe o olho e escapar. Quando Polifermo grita para seus companheiros ciclopes o que tinha acontecido, ele diz que “Ninguém tinha-o cegado”, fazendo com que seus companheiros ignorem-no.

Essa mesma brincadeira na qual Ninguém passa a ser alguém, acontece no livro “Alice: Através do espelho”, de Lewis Carrol. Quando o rei pergunta para Alice se ela está vendo algum dos seus mensageiros se aproximando, e ela responde que Ninguém se aproxima e o rei se impressiona, pois ele apenas consegue ver alguém, mas nunca conseguiu ver este tal de Ninguém. Mais tarde um dos mensageiros chega e o rei afirma que Ninguém deve andar muito devagar, dado que o mensageiro chegou antes dele. Então o mensageiro afirma que Ninguém anda mais rápido do que ele, mas se isso é verdade, porque Ninguém ainda não chegou? Essa história vai longe…

Se ficou interessado neste tema, o livro “Alice: Através do espelho” tem muitos outros pontos interessantes para Ninguém reclamar. No repositório do M³ temos um vídeo muito legal sobre a lógica neste livro e também um guia do professor, para que Ninguém fique perdido neste assunto. Estes e muitos outros materiais podem ser encontrados no repositório do M³, mas para facilitar sua busca, abaixo está o link para estes materiais em específico.

https://m3.ime.unicamp.br/recursos/1127

Se gostou, tem alguma dúvida ou crítica, poste nos comentários, ficaremos felizes em respondê-los 🙂

Imagem de capa adaptada Clker-Free-Vector-Images por Pixabay

Autor: Zero

2 thoughts on “Ninguém pode ler este post

    • 2 de setembro de 2020 em 14:55
      Permalink

      Que bom que você gostou Brigitte, essa é só a ponta do Iceberg, lá no repositório do M³ tem o material com bem mais detalhes 😀

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *