Browsed by
Category: Ponto de vista

As escalas de influência, entre o global e o local

As escalas de influência, entre o global e o local


Um ponto importante a respeito dos assuntos que envolvem meio ambiente, natureza ou sustentabilidade é que os fenômenos que se dão no nível local, isto é, no nosso cotidiano, na nossa cidade, trabalho, escola, etc, estão diretamente relacionados com aquilo que acontece em escala global, a nível mundial. Muitos de nós já ouviu que é necessário pensar globalmente e agir localmente. Dessa forma estaríamos tomando as decisões corretas nas várias escolhas que temos que fazer no dia a dia.

Um bom exemplo onde aparece a ideia do pensar global e agir local é no assunto do aquecimento global. O planeta Terra parece estar sofrendo uma mudança climática capaz de colocar em risco todas as formas de vida e muitas das nossas ações cotidianas podem colaborar para diminuir ou aumentar os desequilíbrios no clima de todo o planeta.

Mas será mesmo?

Sim e não. Sim, pois de fato tomamos decisões que podem influenciar o clima do planeta. E não, pois nem todas as ações impactam de forma significativa o clima mundial, muitas vezes nem o clima local. Para ser mais exato, é preciso pensar nas escalas de influência que existem entre o local e o global. E agir em todas elas.

Como assim escalas de influência?

No caso do clima e do impacto das ações humanas no aquecimento global, existem formas de influências diferentes, algumas maiores, outras menores. Uma grande indústria, por exemplo, pode emitir muito mais poluentes responsáveis pelo efeito do aquecimento global do que uma residência. A agricultura de larga escala, usando um outro exemplo, pode contribuir muito mais com as mudanças no clima do que o trabalho da agricultura familiar. E assim por diante.

Trouxe este exemplo do aquecimento global por ser um assunto muito comentado, principalmente através das mídias convencionais, mas poderia citar também a escassez de água, a extinção de espécies ou muitas outras.

Além de “global e local”, também podemos chamar de “todo e parte” ou “macro e o micro”. Com a era da informação ficou mais fácil ainda perceber as influências de assuntos como a economia, a política, da arte, da cultura no nosso cotidiano.

Então minha atitude faz a diferença no mundo?

Sim e não, novamente.

Em qualquer que seja o fenômeno existem diferentes escalas entre o global e o local. No caso de escalas espaciais, por exemplo, aparecem também o regional, o estadual, o nacional ou continental.

Como existem diferentes escalas de influência na realidade, algumas mudanças fazem mais diferença do que outras (seja para o bem ou para o mal). A minha atitude em economizar água ao escovar os dentes pode ser insignificante perto do montante de água utilizado no plantio da soja, por exemplo, mas a organização da minha comunidade pode fazer frente à uma empresa ou a um governo.

Sim, minhas atitudes fazem a diferença mas fazem mais diferença ainda quando são tomadas em conjunto, coletivamente.

É preciso pensar no global, no macro, no todo, para tomar as decisões no local, no micro, na parte. Pensar também nas diversas escalas de influências considerando as pessoas, grupos, instituições, partidos, entidades, etc, que ocupam cada uma destas escalas.

Existem muitas relações entre o que fazemos no cotidiano e o que acontece no mundo. Vamos voltar a falar sobre as escalas de influência entre o local e o global em textos futuros.

Por enquanto, pode ser um exercício legal pensar como as nossas ações são influenciadas por tendências, interesses, decisões políticas ou movimentos globais, ainda mais quando o assunto é ambiente, natureza ou sustentabilidade (Sim, será necessário saber o que está acontecendo com o mundo, o que aliás, está ao alcance de seus dedos. Só lembre-se de procurar por fontes confiáveis e não acredite em tudo que lê).

Será que existem influências de decisões globais nas nossas ações do dia a dia? Quais escalas nossas decisões ocupam? Influenciam a quem? Localmente? Regionalmente?

O que você pensa sobre isso? Deixe sua resposta.

Muito, mas muito além do verde…

Muito, mas muito além do verde…

Este texto é uma breve apresentação de um blog que parece tratar de assuntos do ambiente, da natureza, da ecologia e da biologia. Para ser mais exato, a ideia vai além. Muito além.

Ambiente, sociedade e educação são temas que se encontram. O verde simboliza a natureza, a proteção das espécies, o cuidado com os recursos, com a vida. Pois bem, quando isso acontece, quando há o encontro entre estes temas, já se está muito além do verde.

O que mais pode existir além do verde de proteção dos animais e das especies da flora? E da conservação dos recursos naturais? Da reciclagem? E a sustentabilidade, é verde ou está além?

Bom… com certeza é preciso salvar as espécies para que não entrem em extinção, para que conservemos seus habitats naturais ou ainda que tenhamos um cuidado maior com a água ou com outros recursos importantes para a vida e para as gerações futuras.

No entanto… é preciso ir além do cuidado e proteção da natureza e dos recursos que necessitamos para viver. Mais fundamental do que a forma como o ser humano se relaciona com a natureza é a forma como os seres humanos se relacionam entre si. Mais urgente que as gerações futuras, são as gerações do presente.

Como assim?

As sociedades humanas dependem do ambiente para gerar energia, alimentos e todas as outras atividades necessárias á vida. Os ambientes se encontram mais cuidados ou mais degradados, de acordo com a cultura e, principalmente, com o nível de desenvolvimento econômico e produtivo das sociedades humanas.

Quer um exemplo?

Pense em como é a relação de pessoas com a natureza, em dois contextos diferentes: as regiões rurais de duas ou três décadas atrás e as grandes cidades de hoje em dia. Quem saberia mais sobre o clima, sobre as plantas, os animais, etc? De que forma essas pessoas vieram a ter conhecimentos sobre o ambiente e a natureza? Como a natureza e o ambiente estão presentes no cotidianos das pessoas?

Ao ir além do verde, é possível perceber que a forma como a sociedade é organizada, as leis, os costumes, a cultura, a industria, a economia e a política, por exemplo, é que vão dizer os níveis de impacto, as formas como os seres humanos se relacionam com a natureza.

Assim, ao ir muito além do verde estamos falando de mudanças radicais nos sistemas sociais, na cultura, na economia e na forma de produzir nossos bens.

Se você chegou aqui, é porque e interessa a estes assuntos. Sendo assim, os convido a acessar nossas postagens. Por ora, é possível chegar a alguma conclusão? Conclusões fecham, finalizam, e o que temos aqui é um início, uma abertura a novas possibilidades. E os mais sinceros desejos que juntos possamos ir muito além do verde.

Sejam todos bem vindos ao blog.

Skip to content