Jornalismo Científico na graduação das Universidades públicas

Atualmente, estamos diante de uma grande demanda por informações corretas, rápidas e de qualidade sobre ciência e COVID-19. Diante deste cenário, nós fizemos a pergunta: Qual a formação do jornalista que escreve sobre ciência no Brasil?

Texto de Graciele Almeida de Oliveira e Diogo Lopes de Oliveira

A pandemia de COVID-19 tem mostrado a importância da divulgação científica e do jornalismo científico na sociedade. Diariamente na mídia – como jornais televisivos, midia online, sites, blogs, lives e redes sociais, entre outros – um dos assuntos mais importantes passou a ser a Ciência, ao menos aquela associada ao SARS-CoV-2 e ao COVID-19.

Poucos, mas importantes

Atualmente, de acordo com o INEP (2019), o Brasil conta com 37.962 cursos de graduação e 45 cursos sequenciais oferecidos nas 2.537 Instituições de Ensino Superior (IES). Consultamos o banco de dados do Ministério da Educação, o curso de Jornalismo é oferecido em 524 IES, o que corresponde a apenas 20,7% das IES do país. Essa porcentagem fica um pouco menor quando se procura pelas universidades estaduais e federais que oferecem o curso de jornalismo. Elas representam apenas 51 de todas as IES, ou seja, apenas 9,7% do total.

Quando o assunto é ciência

O discurso científico não é o mesmo que o discurso usado no dia-a-dia. A Ciência é repleta de termos, os jargões, que são diferentes daqueles habitualmente usados. Pautar, ou escrever sobre Ciência, requer que o jornalista ou comunicador de ciência, consiga transitar por diferentes discursos, o da Ciência e o da mídia, de forma a deixar claro, correto e interessante o que se quer informar de forma a alcançar um público mais amplo. Isso não é uma tarefa fácil.

Pensando nisso, nós resolvemos pesquisar quantos dos cursos de Jornalismo oferecidos nas Universidades Estaduais e Federais tem uma disciplina dedicada exclusivamente ao jornalismo científico e quais tem o jornalismo científico como um dos tópicos em dada disciplina. Nós procuramos um a um, nos cursos de jornalismo das Universidades Estaduais e Federais, as grades, ementas e Projetos Políticos Pedagógicos. Nos cursos em que as informações não estavam disponíveis, os coordenador dos curso de jornalismo da instituição foi consultado.

Jornalismo Cientifico
Infográfico: O Jornalismo Científico na formação do jornalista nas Universidades Federais e Estaduais

Nosso recorte levou em conta as IES públicas que oferecem cursos presenciais de Jornalismo. Na nossa amostra, apenas 4,7% , ou seja, 3 dos 64 cursos, contam com o Jornalismo Científico como disciplina obrigatória.

Em 2005, uma pesquisa nacional na área de Formação em Recursos Humanos em Jornalismo Científico elaborada pela Associação Brasileira de Jornalismo Científico coordenada por Graça Caldas analisou todos os cursos de jornalismo no país, tanto em instiuições públicas quanto privadas e mostrou que dos 205 cursos de Jornalismo, apenas 18% deles tinham alguma atividade exclusivamente relacionada ao Jornalismo Científico (Caldas, 2005)

Este levantamento faz parte do conteúdo do nosso texto Jornalismo Científico em Tempos de COVID-19, um dos capítulos do livro Pensando o Brasil pós-Pandemia: reflexões e propostas organizado por Ronaldo Pereira Santos e Marcio Porchmann, com lançamento previsto para o dia 10 de julho de 2020.

Lista das Universidades Estaduais e Federais com curso de Jornalismo

IESNúmero de cursos de JornalismoDisciplina de JCJC como assunto
Região Norte
Universidade Federal do Amazonas200
Universidade Federal de Roraima100
Universidade Federal do Pará102 – Optativas
Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará101 – Obrigatória
Universidade Federal do Tocantins100
Universidade Federal do Acre100
Universidade Federal do Amapá100
Universidade Federal de Rondônia101 -Obrigatória
Região Nordeste
Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia11 – Optativa0
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia11- Obrigatória0
Universidade Federal do Maranhão21 – Optativa0
Universidade Federal da Bahia101 – Optativa
Universidade Federal do Rio Grande do Norte11 – Optativa0
Univesidade Estadual do Piauí200
Universidade Federal do Piauí11 – Optativa0
Universidade Federal da Paraíba100
Universidade Federal do Ceará22 – Optativas0
Universidade Federal do Cariri100
Universidade Federal de Alagoas100
Universidade Estadual do Rio Grande do Norte11 – Optativa0
Universidade Estadual da Paraíba101 – Optativa
Universidade Federal de Pernambuco11 – Optativa0
Universidade Federal de Sergipe101 – Obrigatória
Universidade do Estado da Bahia11 – Optativa0
Centro-oeste
Universidade Federal de Goiás101- Optativa
Universidade do Estado do Mato Grosso101 – Obrigatória
Universidade de Brasília100
Universidade Federal do Mato Grosso100
Universidade Federal do Mato Grosso do Sul22 – Obrigatórias0
Sudeste
Universidade Federal Fluminense11 – Optativa0
Universidade Federal de Viçosa11 – Optativa0
Universidade de Federal de São João del-Rei11 – Optativa0
Universidade do Estado de Minas Gerais32 – Optativa1 – Optativa
Universidade Federal do Espírito Santo100
Universidade Federal de Juiz de Fora22 – Optativa0
Universidade Estadual Paulista200
Universidade Federal do Rio de Janeiro11 – Optativa0
Universidade Federal de Ouro Preto200
Universidade Federal de Uberlândia101 – Optativa
Universidade Federal de Minas Gerais202 – Optativas
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro11 – Optativa0
Universidade Estadual do Rio de Janeiro11 – Optativa0
Universidade de São Paulo11 – Optativa0
Sul
Universidade Federal do Paraná200
Universidade Federal de Santa Maria103 – Optativas
Universidade Federal do Pampa11 – Optativa0
Universidade Estadual de Londrina200
Universdiade Federal de Santa Catarina11 – Optativa0
Universidade Federal do Rio Grande do Sul11 – Optativa0
Universidade Federal de Pelotas101 – Optativa
Universidade Estadual de Ponta Grossa100
Jornalismo Científico nas Universidades Estaduais e Federais – A partir do Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior, foram encontrados 64 cursos presenciais de Jornalismo. Por meio de um levantamento das informações presentes nas páginas das IES foi realizada uma pesquisa para identificar se o Jornalismo Científico estava presente nas grades dos cursos sob a forma de disciplina (Disciplina de JC), como um dos tópicos de uma disciplina (JC como assunto) ou se ela não estava presente. Nos casos em que não foi possível encontrar as ementas e ou Projeto Político Pedagógico nas páginas das instituições, o coordenador do curso foi contatado por meio de e-mail. Nas IES que têm o curso de Jornalismo em mais de um campus ou em diferentes turnos, foi contabilizado cada entrada como um curso distinto. Nas disciplinas em que o Jornalismo Especializado é obrigatório, mas que o Jornalismo Científico é uma das opções, a disciplina foi contada como JC como disciplina – optativa. Fonte: De Oliveira, De Oliveira. Jornalismo Ceintífico em tempos de Pandemia in Santos e Porchmann Pensando o Brasil pós-Pandemia: reflexões e propostas. Alexa Cultural. 2020

Quer saber mais?

Escrevemos o capítulo Jornalismo científico e Sociedade em Tempos de COVID-19 no livro Pensando o Brasil pós-Pandemia: reflexões e propostas. A versão online é gratuíta:

e-book: Pensando o Brasil pós-Pandemia: reflexões e propostas

Professor do IFCH participa do livro “Brasil Pós-Pandemia: reflexões e  propostas” - IFCH

Referências

Banco de dados do Ministério da Educação:  Cadastro Nacional de Cursos e Instituições de Educação Superior – Cadastro e-MEC. Disponível em <http://emec.mec.gov.br/ >. Pesquisa realizada em 10 de maio de 2020.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Censo da Educação Superior 2018: notas estatísticas. Brasília, 2019. Disponível em <http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2019/censo_da_educacao_superior_2018-notas_estatisticas.pdf>. Acesso em 15 Abr. 2020.

Caldas, Graça; Sousa, Cidoval Morais de; Alberguini, Audre; Diniz, Augusto. O desafio da formação em Jornalismo Científico (2005). Compós. Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação. Disponível em <http://www.compos.org.br/data/biblioteca_845.pdf>. Acesso em 14 Abr 2020

De Oliveira, De Oliveira. Jornalismo Ceintífico em tempos de Pandemia in Santos e Porchmann Pensando o Brasil pós-Pandemia: reflexões e propostas. Alexa Cultural. 2020. Lançamento em 5 Agosto de 2020.

Sobre Graciele Oliveira
Sou a Graciele. Mulher. Brasileira. Minha fala é uma mistura de sotaques. Minha cozinha uma mistura de sabores. Mãe cearense, pai mineiro, irmão são paulino. Bacharel em química e doutora em Bioquímica pelo Departamento de Bioquímica do IQ - USP. Especialista em Jornalismo Científico pela Unicamp. Apaixonada por bioenergética mitocondrial, bioquímica, química, física, astronomia e com uma queda por ciências exatas e biológicas em geral. Bem vindxs!

3 Comentários em Jornalismo Científico na graduação das Universidades públicas

  1. Fico feliz que o trabalho que realizei e coordenei pela ABJC, junto com Cidoval de Sousa e participação de dois orientados nossos tenha sido atualizado. Apresentamos este trabalho na Compós, em Niteróius, ba UFF, em 2014 e mo Congresso da ABJC, em Salvador/BA. Nosso trabalho está referenciado na publicação. Tenho o ppt do trabalho que apresentamos com todos os gráficos e posso postar aqui.

  2. Excelente artigo
    Acho muito importante esta matéria, e creio que o jornalismo científico só tende ao bem, melhorando a comunicação dos cientistas à sociedade.
    Muitos não sabem explicar ao publico leigo o seu próprio projeto científico

  3. Excelente artigo
    Acho muito importante esta matéria, e creio que o jornalismo científico só tende ao bem, melhorando a comunicação dos cientistas à sociedade.
    Muitos não sabem explicar ao publico leigo o seu próprio projeto científico

Leave a Reply

Seu e-mail não será divulgado


*