6 graus de co(VID)nexões

Oi, sabia que provavelmente nós quase nos conhecemos?

Sim, estou falando com você que está lendo.

É pouco provável que nos conheçamos pessoalmente (nesse caso teríamos grau de conexão 1);

Porém é um pouco mais provável que alguma das pessoas que eu conheço você também conheça (nesse caso teríamos grau de conexão 2);

Contudo, é bem mais provável que das pessoas que eu conheço, alguma delas conheça alguma das pessoas que você conhece (nesse caso teríamos grau de conexão 3).

Podemos seguir nessa lógica até afirmarmos com quase 100% de certeza de que estamos a no máximo 6 graus de conexão.
Surpreendente não acha?

Mas isso também significa muito em questão de proliferar uma doença. Pois se eu estiver infectado, há no máximo 6 pessoas que me separam de você. Por exemplo:

1. Posso apertar a mão de João no ônibus;
2. João compartilha o computador com Pedro no trabalho;
3. Pedro dá um abraço em Luiza na faculdade;
4. Luiza vende trufas para sua vizinha Mariana;
5. Mariana janta com sua mãe Cristina;
6. Cristina visita você.

Esse é apenas um exemplo bem específico, mas se considerarmos todas as pessoas que conhecemos, todas as pessoas que cada pessoa conhecida nossa conhece, e assim vai. Percebemos que estamos separados de todas as outras a no máximo 6 graus.

Se ficou interessado neste tema, no repositório do M³ temos um material muito legal em áudio explicando/justificando/contextualizando essa temática e também um guia do professor, para que você não se surpreenda como uma pessoa do outro lado do mundo pode estar próxima o suficiente de você a ponto de infectá-lo. Estes e muitos outros materiais podem ser encontrados no repositório do M³, mas para facilitar sua busca, abaixo está o link para estes materiais em específico.

https://m3.ime.unicamp.br/recursos/1329

Se gostou, tem alguma dúvida ou crítica, poste nos comentários, ficaremos felizes em respondê-los 🙂

Imagem de capa de Miroslava Chrienova por Pixabay

Autor: Zero

One thought on “6 graus de co(VID)nexões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *