O MERCADO da DÚVIDA na guerra contra regulamentações (V.8, N.1, 2022)

Arte por Júlia Silva

Imagine que você é dono de uma MEGA empresa de cigarros, por volta da década de 1950/1960, e começam a surgir várias pesquisas científicas dizendo que o cigarro faz muito (mal tanto para quem usa, quanto pra quem convive com fumantes). Você, magnata da indústria do tabaco, iria deixar uma meia dúzia de nerds de […]

Balanço da COP26: o que é possível comemorar (V.7, N.12, 2021)

Nesta 26ª edição da COP, que acaba de ser encerrada em Glasgow, no Reino Unido, o mercado global de carbono, que trata da regulamentação do artigo 6, deve possibilitar a transferência de renda de países ricos – que emitem maior quantidade de carbono – para países mais vulneráveis, que geram créditos de carbono. Previsto pelo […]

COP + um número qualquer… isso também te confunde? (V.7, N.12, 2021)

Entre os dias 1 e 12 de novembro deste ano está rolando a COP26. Não sei vocês, mas algumas siglas me deixam um pouco confuso e essa é uma delas. Talvez me sentisse mais familiarizado se dissessem que o evento que acontece neste mês em Glasgow, na Escócia, é a Conferência da ONU sobre as Mudanças Climáticas de […]

A baleia é mais segura que um grande navio (V.7, N.12, 2021)

Montanhas, árvores, casas, postes de iluminação passavam em perspectiva pela janela do automóvel. Tudo tingido de dourado reluzente do aeroporto até Rehovot. O brilho era tão intenso que a posição do sol era difusa e probabilística. 

Diga pra Nazaré que eu não tardo em chegar (V.7, N.12, 2021)

Aeroportos estão no topo da lista de risco durante uma pandemia. Antes da viagem para Israel, cenas do filme “Contágio“, de Steven Soderbergh (2011), disparam como flashes: me vejo no mesmo terminal de embarque de Elizabeth Emhoff com as infindáveis superfícies de contato – balcões, corrimões, maçanetas, touch screens – e as limitações do distanciamento físico. 

Ato ou efeito de limpar (V.7, N.12, 2021) (V.7, N.12, 2021)

Simples hábitos de higiene pessoal como lavar as mãos e tomar banho são críticos para frear o contágio de doenças. Sabão e banheiro surgiram em momentos diferentes da história e juntos institucionalizaram a cultura da limpeza. Hoje, a ordem é limpar, limpar e limpar.