Schumacher College – uma experiência

Aqui eu recomendei/ indiquei alguns cursos de sustentabilidade. No começo do mês fui apresentada para a Carol Guilen, ela é bióloga e trabalha numa consultoria ambiental em Belo Horizonte. Ela esteve no Schumacher College em 2005 e resolvi compartilhar com vocês um pouco do que ela contou da experiência lá!

“Fiz o curso Sustainaility in Practice, em 2005. O conteúdo do curso não foi o que mais me chamou atenção – na verdade até sugeri a eles que cuidassem em colocar um nome mais apropriado, pois eu esperava que se tratasse de um curso sobre as teorias de sustentabilidade, exploração dos conceitos relacionados, sua distância da prática, e discussão de como faze-la se tornar realidade. Mas o curso tratou de planejamento sustentável, principalmente planejamento urbano. Não tinha um foco muito definido.
Mas a forma como se aprende no Schumacher College é fascinante, inesquecível, e verdadeiramente transformadora. Como dizem lá, “What you learn is AS you learn”. Eles acreditam que aprendizado não é apenas lógico, essencialmente mental, mas envolve as múltiplas dimensões do ser humano – mental, espiritual, física, sensorial, intuitiva e emocional. Assim, as aulas não são nossa única forma de aprender. Passeios em campo, conversas e atividades com outros alunos e com os professores – de todas as partes do globo! Meditação, artesanato, etc.
O dia-a-dia do Schumacher College segue a noção de que um dia com atividades diversificadas, tudo na sua hora e com intervalos de “quietude” entre uma atividade e outra são a composição ideal de uma rotina. Começamos com meditação opcional, temos uma reunião diária de planejamento do dia, um pouco de exercício físico, ajudamos nas tarefas domésticas, então temos aula, e depois atividades diversas (passeios, reuniões, etc.), depois, à noite, temos palestra e tempo para cada estudante expor estudos e experiências próprias – e, nas sextas, um sarau que também nós fazemos acontecer.
As atividades domésticas são um ponto curioso e delicioso na rotina schumachiana. Você toma contato com as atividades que sustêm sua vida – lá não existe aquela separação entre professores – distantes como semi-deuses, alunos – nobres aprendizes e os administradores e pessoal da limpeza e da cozinha que mantém tudo funcionando e que são categoricamente desprezados. Você cozinha e come junto com os professores, você faz a limpeza junto com colegas da Austrália, da África do Sul, etc. Dá pra imaginar as conversas ótimas que se têm durante esses momentos, não é?
Cozinhar com o Wayne, o chef principal sul-africano, ex-aprendiz de monge e uma personalidade muito interessante, é formidável. Cozinhar com o Satish, o diretor-acadêmico indiano do College, ex-monge também e que peregrinou pela Palestina (e olha que ele é indiano!) em protesto pela paz – bem, dá pra imaginar, né? Não são apenas receitas e molhos apimentados novos que a gente aprende.
Além disso, o College dispõe de um ateliê livre, e nos saraus os alunos pegam e montam fantasias com base em objetos do ateliê e do baú…. Tem uma coleção fascinante de livros e dvds e gravações de aulas e palestras…. Esse lado do College faz seu lado criativo e sensitivo desenvolver-se simultaneamente ao desenvolvimento do conhecimento racional.
A arte ajuda a aprender.
Depois de uma aula sobre a teoria Gaia, em que tivemos uma atividade de meditação guiada, fui para o ateliê (que é aberto para uso quando você quiser) e produzi uns desenhos em forma de esfera que, tenho certeza, eram uma forma também de consolidação do que tínhamos discutido na aula…
Bem, além de tudo isso, o Schumacher College fica numa região do sudoeste da Inglaterra famosa por seus jardins maravilhosos, com uma tradição forte de agricultura orgânica por todo lado. Os moradores de Totnes e Dartington são em geral artistas e ambientalistas. É muito especial estar lá.
Bem….acho que já falei demais….sou apaixonada pelo Schumacher College, sonho em ir novamente.”

Carol Guilen

Já sabe qual será a sua ação?

E ai, vc já sabe qual será a sua ação para registrá-la na semana que vem?
Vale qualquer ação, a menor que possa parecer como por exemplo: ir naquele restaurante vegetariano e contar o que vc viu de diferente por lá, enviar aquele video sobre consumo consciente ou economia de água para seus amigos e depois conversar sobre o assunto com eles, recusar todas as sacolas de plástico que te oferecerem ou finalmente resolver separar seu lixo e dar um destino correto para ele… São muitas as ideias e vc pode compartilhá-la com outras pessoas que estarão agindo também! E para isso temos um local especial: a Aldeia Sustentável.
Contamos com vc para mostrar que dividir pequenas ações com outras pessoas podem inspirar e fazer a diferença!
Você é capaz de agir? Acesse, conte sua história e divulgue…

Convite para quem quer agir

Muitas pessoas têm propostas de ações para melhorar o ambiente onde vive, e como consequência, melhorar o meio ambiente. São, muitas vezes, propostas simples, ações pessoais, mudanças pequenas nas atitudes e no estilo de vida, e que podem ser feitas em casa, no trabalho, na escola e em muitos lugares pelos quais passamos diariamente.
Você se acha capaz de mudar um pouco seu estilo de vida? Acha que pode ter uma atitude verde? Faça uma ação entre os dias 01 e 07 de dezembro (mesma data em que algo muito similar estará acontecendo na Inglaterra) e registre. Vale ser uma foto, um texto, um vídeo, um e-mail, use sua criatividade.
Não tem onde postar ou “uploadear” seu registro? Não se preocupe! Organize-se, registre seus feitos que, até o primeiro dia de dezembro, você terá uma surpresa!
Transforme um pouco o mundo em que você vive e conheça outras pessoas que habitam com você essa grande aldeia que chamamos Terra!
Ajude a divulgar essa ação e não se esqueça: entre os dias 01 e 07 de dezembro, faça uma ação ou exponha sua proposta e registre. Vamos conhecer ações pessoais que também podemos fazer no nosso dia-a-dia e outras pessoas interessadas pelo meio ambiente tanto quanto nós.

Global Fórum America Latina

Se eu pudesse resumir em uma palavra o que foi esse evento a palavra seria MARAVILHOSO, ou como virou piada agora: MARA!!!

Fazendo uma busca pelo site antes de ir ao evento eu vi que seria diferente, não seria como aqueles eventos malas com vários palestrantes detentores de todo o saber e nós reles mortais assistindo e tentando absorver tudo. Essa inovação já demonstrou que eles sabem que as coisas devem ser diferentes e continuar fazendo tudo como sempre foi feito não vai trazer a solução.

(Desenho do colega de trabalho, no primeiro dia, Danilo Conti)

O método utilizado foi o da Investigação Apreciativa, um método super novo que assume que diálogos sobre qualidades, sucessos, sonhos são transformadores. Contamos inclusive com a presença de um dos criadores do método, o Ron Fray, da Case Western Reserve.

Os resultados desse evento com toda certeza foi gerado e criado por todas as pessoas que lá estavam presentes, as mesas de discussões, as apresentações, as escolhas dos temas foi um processo que houve participação de todos os presentes e não apenas de uma meia dúzia de escolhidos. A interação entre as pessoas é fantástica.

Uma das coisas mais incríveis na minha opinião foi ver a grande quantidade de pessoas que já estão trabalhando com o tema, que se preocupam com o assunto e que estão focadas e preocupadas com a mudança dos rumos tomados até agora. Pessoas das mais diversas áreas que realmente querem fazer alguma coisa por um mundo mais sustentável.

(Momento “toró de palpite” no segundo dia)

Após o evento ainda foi criada uma rede social do Global Forum e espero continuar em contato com essas pessoas e ver que de fato uma mudança é possível e não estou sozinha sonhando com isso.

(Ilustrações feitas durante o evento)

Se você tiver a oportunidade de participar desse evento em Manaus e João Pessoa no próximo ano participe! É uma experiência nova e enriquecedora.

(Pessoal trabalhando na elaboração da maquete)

Ah, já ia me esquecendo um dos pontos mais altos que realmente me fez ver como a concepção desse evento é diferente foi a participação de adolescentes de colégios de SP. Muito legal trazer o pessoal das futuras gerações pra dialogar também! Parabéns!

Eu e a Paula do Rastro de Carbono e outras pessoas da organização twitamos sobre o evento com a tag #gfal. Se você quiser saber mais um pouco das impressões é só dar uma busca aqui.

Para saber quais foram as iniciativas escolhidos para serem executadas acesse aqui.

Quem tem medo de dar nome aos bois?

Muito pertinente essa reportagem da Revista Brasil Sempre – Multinacionais: uma ética, duas medidas? Em nenhum momento houve qualquer dúvida em criticar a ação ou a omissão das empresas que assumiram um compromisso com as crianças dos EUA e nenhum com as crianças de outros países onde tem operações.

Gostaria de saber o nome dessas empresas para que possamos cobrar uma postura e uma posição delas, será que se muitas pessoas ligassem nos serviços de atendimento ao consumidor ou enviassem e-mails para questionar esse posicionamento as empresas manteriam seus silêncios ou alegariam a “falta” de legislação brasileira sobre o assunto? Ou se fizéssemos um boicote silencioso aos seus produtos?

Seria a resposta para não se dar nomes aos bois nessa reportagem o fato de que uma das empresas patrocinadoras da revista ser uma empresa multinacional de alimentos? Mesmo e apesar disso a  reportagem é de muita coragem , mas para você não ter dúvidas as empresas são as seguintes: Burger King, Adams, Coca-cola, General Mills, Hersheys, Kellog, Kraft, Mars, Mc Donald´s, PepsiCo e Unilever.

Atualizando a matéria:  Mars respondeu que todas as determinações da matriz seriam válidas para o território brasileiro.  A Coca-Cola já anunciou que, até o final de 2008, aplicará a medida em todo o mundo. A PepsiCo ainda não divulgou quando iniciará o compromisso.
Visto aqui.

Guia de sustentabilidade

Saiu esse mês o Guia Exame de Sustentabilidade. Foram listadas 20 empresas modelo em responsabilidade social corporativa no Brasil. A principal diferença em relação ao ano passado está na escolha da empresa do ano: a Natura.
Fiz uma lista das empresas do ano passado e as desse ano. As empresas em vermelho foram as que não estão na lista de 2008, as em verde são as que continuaram de um ano para o outro e as em amarelo são as novas empresas na lista.

Das empresas da lista de 2008, 6 delas fazem parte do ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial da Bovespa) são elas: Natura, Itaú, Bradesco, CPFL, Perdigão e AES Tietê.
Por favor, não vamos nos iludir acreditando que essas empresas são o que há de melhor no mundo porque não são. Elas são a demonstração de que existem empresas preocupadas com o assunto no momento. Se essas listas fossem além do que um retrato momentâneo não teria necessidade alguma de se refazê-las todos os anos. Aliás, acho que a principal utilidade dessas listas é saber quem realmente está evoluindo e mantendo o tema como assunto de real importância no dia-a-dia da empresa ou quem está apenas se aproveitando da “moda” do momento.

O Consumismo Verde

A Paula do Rastro de Carbono me indicou esse vídeo (visto aqui) e ele traduz tudo o que eu sempre quis dizer sobre essa onda de produtos verdes e o consumismo.

Pena que a legenda é em espanhol… Bom, espero que mais alguns meses esse vídeo fique bem popular e alguma alma caridosa possa legendá-lo em português.

Global Forum América Latina

O Global Forum nasceu como uma iniciativa espontânea de organização da sociedade na busca de ações inovadoras para a sustentabilidade da vida humana em nosso planeta. Surgiu no ano 2000 a partir do Global Compact, na ONU, fundindo-se com o BAWB (Business as an Agent of World Benefit) em um encontro promovido por Kofi Annan e organizado por David Cooperrider (Case Western Reserve). Somente em 2006 ganhou as características de um movimento que se expande em conversações por toda a América, até chegar ao Brasil em 2008.
Em São Paulo o Global Forum será nos dias 20 e 21 de novembro no Centro de Convenções Fecomercio, Rua Dr. Plínio Barreto, 285 Bela Vista.
Mais informações aqui e aqui.
Eu estarei lá!

Concurso Parque Nacional da Chapada Diamantina

Para os designers de plantão!!
Essa Chapada é a única que AINDA não conheço!
O Parque Nacional da Chapada Diamantina convida os cidadãos a apresentarem propostas para o Concurso de Criação e Seleção do Logotipo do Parque Nacional da Chapada Diamantina.
O vencedor ganhará passagem aérea a Salvador, translado a Lençóis, hospedagem no Hotel Pousada Canto das Águas por 5 dias e passeios com a Venturas e Aventuras pela Chapada Diamantina com um acompanhante, além de um kit acampamento (mochila, barraca e saco de dormir) oferecido pela loja Dois Irmãos.
Participe do concurso enviando sua proposta até 31/01/2009.
Se alguém que viu o concurso aqui ganhar, me leva de acompanhante?? hehehe 🙂
Visto via twitter aqui.

O poder das estrelas

Já temalguns anos recebi essas imagens por e-mail. São anúncios se nao me engano. Acho fantástico e triste ao mesmo tempo.

O poder das estrelas

View SlideShare presentation or Upload your own. (tags: bandeiras estrelas)
Poxa, não dá pra ler as legendas… A sugestão é ir nesse link e ver em formato full.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM