Falha cronológica em Dr. Stone?

No anime Dr. Stone, um fenômeno sobrenatural ocorre com a humanidade no período contemporâneo, fazendo com que todas as pessoas sejam transformadas imediatamente em pedra.

O protagonista, Senku, é um colegial japonês extremamente inteligente (mas extremamente mesmo), que após milhares de anos petrificado desperta e começa seu plano para restaurar a civilização moderna. Quando seu amigo acorda, ele então revela que ficaram petrificados por 3.700 anos, neste período não tinham contato com aquilo que ocorria ao seu redor, nenhum sentido funcionava, tudo o que lhes restava era a consciência que continuava trabalhando, ainda que em vários deles, simplesmente se deixavam cair em um sono profundo e vazio até que acordassem.

Senku afirma que contou os segundos desde que foi petrificado, pois era a principal maneira de sobreviver caso um dia saísse desse estado, precisaria saber exatamente em que estação do ano estaria para planejar sua próxima ação.

Contudo, há uma falha neste enredo… pois mesmo a menor imprecisão na contagem de Senku, o faria chegar a um resultado totalmente distante da realidade de quando ele despertasse. Mesmo que sua contagem fosse entre 99% e 100% precisa, este 1% livre de precisão para cada segundo que passava, lhe tiraria totalmente o referencial de tempo dado o período que ficou aguardando.

Se sua contagem foi perfeita, teríamos então:

Anos3.700
Quadriênios925
Dias1.351.425
Horas32.434.200
Minutos1.946.052.000
Segundos116.763.120.000

Porém, vamos fazer o processo inverso, sabendo que Senku chegou a contar 116.763.120.000 segundos, e por isso concluiu terem se passados 3.700 anos. Se sua contagem na verdade tivesse errada em apenas 1% a mais? Ou seja, A cada 101 segundos contados, na verdade se passaram apenas 100 segundos. Quanto este erro lhe acarretaria? Vamos fazer as contas, na teoria ele acha que passaram 3.700 mas na verdade…

Anos3.663
Quadriênios915
Dias1.338.044
Horas32.113.069
Minutos1.926.784.158
Segundos115.607.049.504

Se sua contagem na verdade tivesse errada em apenas 1% a menos? Ou seja, A cada 99 segundos contados, na verdade se passaram apenas 100 segundos. Quanto este erro lhe acarretaria? Vamos fazer as contas, na teoria ele acha que passaram 3.700 mas na verdade…

Anos3.737
Quadriênios934
Dias1.365.075
Horas32.761.818
Minutos1.965.709.090
Segundos117.942.545.454

Em ambos os casos, Senku teria errado em muito a precisão de em que ano ele estaria e consequentemente acertar a respectiva estação do ano dependeria apenas de sorte. Considerando que ele precisava saber a estação do ano com alguma proximidade e que Senku detesta contar com a sorte, vamos supor que ele pudesse errar com um intervalo máximo de 60 dias para mais ou para menos e ainda assim sobreviver às adversidades climáticas presentes na estação do ano em que despertasse. Fazendo o processo inverso de cálculo, chegamos que sua precisão de contagem para cada segundo deveria ser no máximo entre 0,0045% para mais ou para menos.

Apenas para comparar esta precisão com um relógio usual, seria a tolerância máxima de atrasar ou adiantar até 3 segundos por dia.

Isso já me parece motivo mais do que suficiente para caso eu seja petrificado, nem me preocupar em ficar contando mentalmente quantos segundos se passaram 🙂

4 thoughts on “Falha cronológica em Dr. Stone?

    • 6 de setembro de 2020 em 11:26
      Permalink

      😀

      Resposta
  • 21 de setembro de 2020 em 19:30
    Permalink

    como o senku não dormiu nenhum dia, nem um segundo

    Resposta
    • 22 de setembro de 2020 em 16:03
      Permalink

      Cara… no episódio que mostra o Senku nesse período, ele dizia perder a consciência após 80.000 segundos, isso equivale a 22 horas, 13 minutos e 20 segundos.

      Ou seja, ele parecia ficar acordado esse tempo e depois sua mente dormia.

      Como isso não afetou a precisão dele para saber que estariam na primavera?

      Esse é um ponto conflituoso…

      talvez ele dormisse, porém sua cabeça continuava a contagem na precisão perfeita que ele tem. Tipo um golfinho, que dorme com metade do cérebro enquanto a outra metade permanece ativa 😀

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *