Paula D. Paro Costa

Apagão na ciência brasileira (V.2, N. 6, 2016)

Em tempos de crise, os cientistas brasileiros, assim como todas as outras categorias da sociedade, também abrem o jornal já com medo da próxima apunhalada. A má notícia de ontem foi que o supercomputador do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), que fica em Petrópolis, no...

Ventos fortes em Campinas: os estragos poderiam ser menores? (V.2, N. 6, 2016)

“Engenheiros salvam vidas?” É com essa pergunta que inicio minhas palestras quando sou convidada a falar sobre a carreira de Engenharia em feiras de profissões em escolas ou eventos similares. Tipicamente, após a pergunta, segue-se um longo silêncio… Minha amostragem é que em apenas uma, de cada três...

Leve a ciência para tomar sorvete com a criançada (V.2, N. 5, 2016)

Um dos segredos de todo país desenvolvido não é necessariamente um segredo: um exército de jovens e crianças que desde cedo têm contato e oportunidades de se divertirem com as áreas STEM, sigla em inglês para Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática. Tais países enxergam que o...

Quando eu crescer, quero ser churrasqueiro! (V.2, N. 5, 2016)

  Desde que a minha filha mais velha nasceu, há 10 anos atrás, eu passei a ter o privilégio de estar frequentemente rodeada por crianças: primos, coleguinhas de escola, garotada da vizinhança… Nessas ocasiões, uma das minhas maiores diversões é fazer perguntas incomuns a eles,...

E tudo começa com um simples “hello world!” (V.2, N. 5, 2016)

No início dos anos 80, meu pai, um economista por formação, se viu desempregado e ousou seguir um caminho que muitos brasileiros sonham em trilhar: o de empreender um negócio próprio. Numa época em que os computadores domésticos eram uma raridade, artigo de luxo incompreensível para...

Skip to content