computação

Bichos de X^n cabeças (parte 4/5). (V.6, N.7, 2020)

O exemplo do sistema de cores pode parecer assustador. Mas podemos também comparar o byte com um objeto percebido popularmente como algo menos “computacional”, a flauta doce. Uma flauta doce possuí 7 buracos em cima e 1 buraco embaixo. O flautista sopra (equivalente à energia...

Avanços e caminhos da computação musical parte 2. (V.5, N.11, 2019)

Na semana passada iniciei uma descrição do caminho trilhado pelo desenvolvimento científico e consequentemente tecnológico da computação musical. Continuo agora a partir do lançamento do primeiro sintetizador digital musical, no começo da década de 1980.

Como sobreviver a um apocalipse zumbi? (V.4, N.11, 2018)

Os zumbis – ou mortos-vivos – fazem parte do imaginário popular e frequentemente protagonizam séries, filmes, jogos e livros. Podemos defini-los, de forma simplificada, como cadáveres reanimados que perambulam instintivamente atrás de comida, sem nenhum livre-arbítrio ou personalidade.

A anarquia na internet: quanto estamos pagando por mais eficiência? (V.2, N. 11, 2016)

Quando você estudou algumas das teorias anarquistas em História ou Geografia, deve ter aprendido que esse movimento repudiava a existência de um poder público, leis, governo, etc. Na matemática, mais precisamente na área chamada Teoria dos Jogos, também podemos utilizar o conceito de anarquia, de uma forma...

As mulheres invisíveis do setor de tecnologia, representatividade e futuro (V.2, N. 9, 2016)

Se para você a imagem de um programador de computadores é um homem branco jovem, há um motivo para isso: esta é a realidade. Muitos dos grandes conglomerados de tecnologia possuem poucas mulheres no seu quadro de funcionários de engenharia e ciência da computação. A empresa Google tem...

Skip to content