Conheça a Dra. Najat Aoun Saliba, pioneira no estudo da composição do ar poluído

Publicado por Carolina Francelin em

       A Fundação L’Oréal em conjunto com a UNESCO lançou em 1998 o prêmio L’Oréal-UNESCO para Mulheres na Ciência (L’Oréal-UNESCO for Women in Science Awards). Todo ano, uma representante de cada continente é escolhida para ganhar o título de laureado em ciências.

     Devido `a grande movimentação na mídia sobre o descaso com o meio ambiente, resolvi trazer para vocês um pouco da história e trabalho da Dra. Najat Aoun Saliba, libanesa e principal química atmosférica do mundo, ela foi laureada pela África e Estados da Arábia.

Dra. Saliba em foto não datada. Imagem:https://twitter.com/najat_saliba

     A Dra. Saliba nasceu em Beirute, uma cidade muito poluída e que a instigou para desenvolver suas linhas de pesquisa sobre o meio ambiente. Com mestrado e doutorado nos Estados Unidos, hoje a Dra. Saliba é professora associada na Universidade Americana de Beirute – onde desenvolve estudos sobre a composição química da atmosfera poluída, elaboração de novas técnicas analíticas para estudo da atmosfera e componentes tóxicos do cigarro, e identificação de componentes químicos de óleos essenciais de plantas com valor comercial (com potencial para tratamento de tumores). Como pesquisadora incessante da composição química e tóxica do ar poluído, os seus estudos geraram dados suficientes para banir o consumo de cachimbo de água (narguile) em ambientes fechados. Também foi a Dra. Saliba a primeira a relatar que os cigarros eletrônicos liberam monóxido de carbono, sendo assim carcinogênicos tanto quanto os cigarros tradicionais. Além das aulas e pesquisas, a Dra Saliba lidera o AUB’s Nature Conservation Center, que visa proteger o meio ambiente libânes através do manejamento de resíduo sólido e melhorando a qualidade da água.

Dra. Saliba em seu laboratório na Universidade Americana de Beirute, foto não datada. Imagem:https://spainsnews.com/we-are-going-to-die-of-environmental-pollution-if-we-do-not-act-science/

Todo esse trabalho resultou na indicação do prêmio L’Oréal-UNESCO para Mulheres na Ciência de 2019 e no recebimento da Ordem Nacional do Cedar (reconhecimento do governo libanês pelo seus serviços). Com mais de 60 artigos publicados, a Dr. Saliba ainda têm sido ativa na conscientização de autoridades governamentais, organizações globais de saúde e comunidades sobre suas descobertas em busca de influenciar as políticas de saúde pública. Vale a pena segui-la nas redes sociais!

 

Referências:

https://peerj.com/NASaliba/

https://www.aub.edu.lb/tcrg/Pages/najatsaliba.aspx

https://en.unesco.org/news/najat-aoun-saliba-push-forward-changes-health-care-policies-and-practices


Carolina Francelin

Carolina é formada em Biologia e Mestre e Doutora em Imunologia pela UNICAMP, atualmente faz pós-doutorado na Universidade do Alabama em Birmingham -USA. Desde sempre tem avidez pelo testar e descobrir e uma paixão intrínseca pelo ensinar. Sonha com o dia em que todos terão os mesmos direitos de acesso.

0 comentário

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *