As Plantas e a Busca Pela Fonte da Juventude

Uma folha de planta

Desde os primórdios a humanidade está em busca da fonte da juventude, mas até hoje nada de definitivo foi encontrado.

Mesmo assim, muitas pessoas tem apostado no uso de antioxidantes, em cápsulas ou cremes, para tentar desacelerar o processo de envelhecimento.

E vocês sabem por quê? Seria esse o tão sonhado elixir da juventude?

As Células e o envelhecimento

As células, tanto animais quanto vegetais, produzem moléculas capazes de acelerar o processo do envelhecimento. Essas moléculas são conhecidas como radicais livres e, se você é vaidoso, com certeza já leu alguma coisa sobre esse assunto.

Os radicais livres são conhecidos como os principais vilões do envelhecimento. Eles são produzidos pelas células do nosso corpo durante o processo de produção de energia.

São moléculas “ladrões”, pois roubam “energia” de outras moléculas próximas, as deixando sem “energia”.

Estresse Oxidativo

Quando os radicais livres são produzidos em quantidade maior do que nosso corpo consegue neutralizar, ou desintoxicar, ocorre um processo conhecido como estresse oxidativo.

E quando as células ficam “estressadas” , há danos na pele e suas estruturas, acelerando o envelhecimento.

representação do estresse oxidativo em desenho
Fonte: http://envelhecimento-biobio.blogspot.com/

Este fenômeno não é exclusividade da nossa linda e sedosa pele. As plantas também sofrem com esses probleminhas.

Huanglongbing (HLB)

Durante a infecção pela bactéria que causa o HLB, por exemplo, o gene Rboh que é envolvido na produção de radicais livres nas células é ativado em diferentes variedades de Citrus, o que causa um aumento da produção de radicais livres nas plantas.

Para evitar que qualquer organismo, humano ou vegetal, acumule radicais livres, existem os antioxidantes, que são moléculas maravilhosas que se combinam com os radicais livres, tornando-os inofensivos e deixando a gente mais jovem! Não é maravilhoso?

Sistema que desintoxica

Assim como os humanos, as plantas possuem um sistema de detoxificação, ou seja, que desintoxicam.

Esse sistema inclui enzimas antioxidantes como a superóxido dismutase (SOD), peroxidase (APX) e catalase (CAT). E sabe o que acontece quando as plantas de Citrus estão infectadas com HLB? Há uma inativação dos genes responsáveis pela produção dessas enzimas, e por isso, as plantas que estão infectadas tem uma dificuldade muito maior de eliminar os radicais livres.

Esse acúmulo de radicais livres faz com as que células vegetais fiquem “velhas”, levando aos sintomas de amarelecimento das folhas que é típico de HLB.

Para nossa pele, existem alguns cremes com antioxidantes, que evitam o envelhecimento, mas e para as plantas? Em breve vamos falar de um produto super promissor, que pretende ajudar as plantas a combaterem os radicais livres e ficarem também mais “jovens”!

Sobre Descascando a ciência 65 Artigos
O objetivo do Descascando é deixar conteúdos sobre o mundo agrícola e a ciência mais fáceis de serem entendidos. Queremos facilitar o "cientifiquês", para que todos tenham acesso à informação.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*