Um lar de desperdício

Descobri esse programa no blog Folha Verde e resolvi mostrar aqui também.

Eu abomino reality shows que mostram pessoas confinadas num local e fazem um culto ao ócio. Agora, esse tipo de programa que tenta melhorar o comportamento das pessoas é bem interessante porque eu acredito que temos muito a aprender com os erros alheios para não os cometer.

Assisti o programa pelo Youtube (links abaixo) e fiquei chocada com o que vi. Sempre ouvi dizer que existiam pessoas que ligavam seu aquecedor no máximo e transformavam suas casas em verdadeiros Caribes, pessoas que lavam suas roupas com a temperatura máxima e pessoas que disperdiçam muita comida, mas ver crianças que trocam de roupa n vezes por dia, luzes acessas em casa durante as 24 horas do dia foi um choque. Tudo bem que existe o fator cultural que não podemos fazer tudo igual aqui e lá, mas algumas coisas são pra pensar.

Aqui no Brasil são poucas as pessoas que lavam a roupa com água quente (de fato eu não conheço ninguém que faça isso), alguém aqui morre por causa disso? Aliás, durante o tempo que eu morei na Europa eu nunca lavei minhas roupas com água quente (por uma questão de princípios mesmo), por que cargas d’água um brasileiro quando vai pra lá precisa lavar a roupa com água quente? Aliás lavar as roupas com água quente não parece pior para as roupas? Afinal, desbota a cor mais rápido, danifica o tecido mais rápido…

Deixar as crianças trocarem de roupa quantas vezes quiserem durante o dia… Me pergunto se isso é comum ou essa família que é bizarra, pois esse tipo de comportamento simplesmente não entra na minha cabeça. Deixar as crianças saírem no quintal de meias?? Entendo que lá faz frio e não dá pra deixá-las descalças, mas e calçados? Me revolta profundamente ver coisas do tipo.

Luzes acessas durante do dia é até possível de acreditar pois no inverno nos países do hemisfério norte a incidência de luz solar é baixa, mas não tem necessidade de ser todas as luzes da casa, né?

Não posso deixar de dizer que ver comportamentos do tipo me revoltam profundamente. Tomara que com esse programa algumas pessoas consigam realmente mudar seu comportamento porque não faz sentido desperdiçar por conta de caprichos e comportamentos descabidos.

2 Comments

  • Mercedes
    18 de junho de 2007 - 14:47 | Permalink

    Claudia,assino em baixo dos comentários que você fez a respeito do desperdício. Parabéns pelo seu blog.Abraço,Mercedes (do Folha Verde).

  • Silvia D. Schiros
    26 de junho de 2007 - 11:47 | Permalink

    Claudia, eu também acho absurdo, mas eu já vi amigos aqui no Brasil mesmo fazendo as coisas de maneira parecida. Na hora de lavar a louça, eu quase morri de agonia, porque a água corria solta o tempo todo… E cada vez que entravam em um cômodo, acendiam as luzes e assim ficava. No fim, ficam todas as luzes acesas.As pessoas criam esses hábitos e acham normais. É difícil mudar.

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Skip to content