Ainda sobre camarões

Quando escrevi o post sobre camarões mandei um mail para o autor do artigo que citei e ele me respondeu da seguinte forma, no caso de querer comer camarão:

Existem certificações diversas para camarão cultivado no Brasil, no entanto nenhum selo garante a sustentabilidade social e ambiental. Na realidade, duvidamos muito da possibilidade de se existir camarao cultivado socialmente justo e ambientalmente sustentável nos atuais modos de produção em larga escala, na zona costeira e utilizando-se de uma espécie exótica ao Brasil.

Outra alternativa é comprar camarão selvagem, que geralmente é proveniente de pescarias de arrasto de fundo, que não é tão ambientalmente sustentável mas pelo menos gera renda para pescadores de pequena escala.

Ele encaminhou meu mail para a assessora do Instituto Terramar e ela me enviou os seguintes nomes de fazendas certificadas no Brasil:

Fazenda Primar/ RN (www.primarorganica.com.br)

Certificador: IBD – Instituto Biodinâmico. (www.ibd.com.br)

Camanor/ RN (www.camanor.com.br) (3 fazendas)

Certificador: Filière qualite Carrefour

Fazenda Água/RN

Certificador: Naturland/Bio-Suisse

Fazenda Biocrab/CE

Ela lembra que não necessariamente por serem certificadas produzem camarões de forma ambientalmente sustentável, socialmente justa, etc. Pois todas elas estão localizadas em áreas de Área de Preservação Permanente – APP, ou seja, áreas protegidas por lei como manguezais de usofruto comum de comunidades tradicionais que sobrevivem dos produtos gerados por este ecossistema.

Ta aí a dica, se vc sentir muita vontade de comer camarão pode escolher um certificado. Ainda acho que a melhor alternativa é não comer, mas…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content