Enquanto a mudança não vem…

Enquanto a mudança para o Science Blogs não acontece (tivemos um adiamento) e a mudança e a quebra de paradigma com a crise econômica também não acontecem temos que aceitar a Embraer demitir 20% dos seus funcionários e ainda falar de sustentabilidade no seu comunicado à imprensa sobre o ocorrido!
Não é animador?!

A Empresa reafirma seu compromisso de construir um futuro sustentável (pergunto eu pra quem, para os funcionários dela eu tenho certeza que não é) e assegurar sua perpetuidade, através da busca contínua da satisfação de seus clientes, da excelência de suas operações e da geração de valor para seus acionistas, comunidades em que está inserida e para a sociedade como um todo.”

Citando meu amigo Hugo Penteado: “Enquanto as pessoas acharem que a atual crise não é uma quebra de paradigma e sim um paradigma que precisa ser preservado a todo custo, como pode ser visto por todas as iniciativas ao redor do globo, até nas mais esperançosas como as do Obama, vamos descer a ladeira de um triste despertar.”
Acreditemos que a crise possa nos ensinar algo além do que preservar um modelo falho.

6 Comments

  • ALberto
    20 de fevereiro de 2009 - 13:14 | Permalink

    sustentavel para os 80% dos funcionarios q não foram demitidos. demitir é ruim para as empresas , custa caro . mas a vezes é preciso demitir alguns pra poder manter os que ficam por mais tempo. se a empresa quebrar , todos (100%) ficam sem emprego. pra quem é demitido não deixa de ser uma m. mas no longo prazo é uma ação q pode salvar os empregos dos q ficaram .

  • Maximus
    20 de fevereiro de 2009 - 17:20 | Permalink

    Tenho que concordar com o Alberto.
    Se não há procura pelos produtos que a empresa fabrica não entendo como nem porque ela poderia manter os empregos. O que se observa é exatamente o mesmo processo que levou à criação dos empregos, apenas com o sinal trocado. Se for criticar as demissões, deve-se criticar as contratações. Algo como: “Essas empresas não pensam realmente nos funcionários, só contratam porque as vendas estão aquecidas!”

  • Claudia Chow
    20 de fevereiro de 2009 - 17:38 | Permalink

    Sim, concordo com os 2, mas esse modo de pensar é só a repetição do modelo e é isso que eu nao quero.
    Gostaria de poder criticar as demissoes com uma sugestao de como ser diferente, mas infelizmente nao tenho essa resposta.
    Vamos sacrificar 20% para salvar os 80%? Entao quer dizer q podemos comprometer as futuras gerações garantindo a existencia da presente?
    De fato as empresas nao pensam nos funcionários, mas apenas em seus lucros e isso é q deve mudar, as pessoas devem ter em mente em 100% do tempo que o crescimento eterno e infinito é impossivel e qual a melhor forma de fazer uma empresa, um mundo sustentável nao se baseando nessa premissa falsa? Se conseguirmos responder essa pergunta, espero nao ter mais demissões em massa.

  • Maximus
    20 de fevereiro de 2009 - 18:09 | Permalink

    Claudia,
    Os funcionários também estão preocupados com seus lucros. Eles também não pensam solidariamente na empresa ou em seus donos, para pedirem demissão voluntária salvando a empresa, por exemplo.
    Eu os vejo como apenas duas categorias de ambiciosos: os que já conseguiram abrir uma empresa e os que não conseguiram e trabalham para os primeiros.
    E nenhum dos dois está interessado realmente em sustentabilidade, e são hipócritas quando o dizem ser.

  • 21 de fevereiro de 2009 - 10:53 | Permalink

    Vou ignorar esse seu exemplo pq pra mim ele é totalmente descabido. Qual a diferenca entre ser demitido e pedir demissao? Os empregados continuam perdendo.
    As duas categorias querem lucros sim, mas nao dá pra comparar os lucros q uma empresa tem (seus donos por exemplo) e os lucros q os funcionarios tem. Aqui no Brasil por exemplo a distancia entre os ganhos sao absurdamente grandes! É sustentável esse abismo que nos encontramos?

  • Daniela Tomio
    26 de fevereiro de 2009 - 18:44 | Permalink

    Olá Claudia
    Meu nome é Daniela Tomio, moro em Santa Catarina, e aqui atuo na área de Educação Científica. Estou pesquisando (no Doutorado UFSC – Educação Científica e Tecnológica) sobre a escrita no ensino de Ciências e um dos meus trabalhos é a investigação de pesquisadores/cientistas escritores em Blogs de Divulgação Científica.
    No universo investigado selecionei alguns autores de blogs que participam do LABLOGATÓRIOS, pela relevante iniciativa de formar esse espaço brasileiro de “dispersão” da Ciência.
    Dessa forma, conheci o seu Blog e gostaria da sua colaboração para responder algumas questões sobre a sua relação de escritor com o blog. Para isso preciso de um e-mail para enviar as questões, é possível?
    Eu conto com você! Obrigada,
    Abraços
    Daniela

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Skip to content