Pokemon Crystal – não compre/capture, adote!

Neste post trataremos de classes e subclasses. Na matemática uma classe é uma coleção de objetos que compartilham de uma mesma propriedade. Por exemplo, a classe dos “abridores de lata”, no caso não me importa se eles são para destros, canhotos, manuais, elétricos, ou sua cor, formato, ou qualquer outra característica que os diferencie. Mas todos estes objetos compartilham da característica de “abrir latas”. Assim, uma subclasse é uma classe contida em outra classe. Por isso, uma subclasse herda a propriedade da classe, ou seja, os “abridores de lata para canhotos” é uma subclasse dos “abridores de lata”. Desse modo, eles herdam a característica de abrir latas, porém compartilham de uma característica comum (ser utilizada com a mão esquerda).

A alguns meses escrevi um post sobre Pokémon Red discutindo um pouco o termo conjectura e utilizando deste jogo como exemplo para formular uma (seria possível zerar o jogo, ou seja, derrotar todos os ginásios, a Elite4 e seu rival, sem capturar pokémons e nem tratá-los como mercadorias, adquirindo-os no comércio ou em cassinos). Dentro desta hipótese, mostramos que isso era possível para os pokémons inicias Bulbasaur e Charmander, mas não para o Squirtle (se quiser ler este post, clique aqui).

Nesse sentido, temos uma classe chamada Pokemon – versões para gameboy e gameboy color. Essa classe engloba os seguintes jogos:

Pokemon Red
Pokemon Green
Pokemon Blue
Pokemon Yellow
Pokemon Gold
Pokemon Silver
Pokemon Crystal

Estas 7 versões apresentam várias características comuns (botões de comando, mobilidade, ações de combate, golpes dos pokémons, tipos dos pokémons, vantagens e desvantagens, entre outros), que possibilita englobá-las nesta classe maior.

Podemos entretanto tratar de subclasses destes jogos, como por exemplo a partir da quantidade de pokémons disponíveis em cada versão. Teríamos assim a classe com os pokémons do 1 ao 151 (Red, Green, Blue, Yellow, Gold, Silver e Crystal) e a subclasse com os pokémons do 1 ao 251 pokémons (Gold, Silver e Crystal). Ou seja, nesta subclasse temos os mesmos 151 pokémons da classe anterior mais 100 pokémons.

Com esta ideia de classes e subclasses, quando ignoramos o contato com pokémons selvagens e a aquisição de pokémons pelo comércio ou cassinos, reduzindo o objetivo do jogo a derrotar os ginásios, a Elite4 e nosso rival, podemos dizer que:

Classe Pokemon – engloba as versões Red, Green, Blue, Yellow, Gold, Silver, Crystal;
Pokemon (RGB) – engloba as versões Red, Green e Blue;
Pokemon (Y) – engloba apenas a versão Yellow;
Pokemon (GS) – engloba as versões Gold e Silver;
Pokemon (C) – subclasse dentro da subclasse Gold e Silver, engloba apenas a versão Crystal.

Pokemon Red, Pokemon Green e Pokemon Blue pertencem a mesma subclasse. Ou seja, se no post anterior mostrei que era possível zerar Pokemon Red começando com Bulbasaur ou Charmander, mas não com o Squirtle, então isso vale também para Pokemon Green e Blue, ainda que não tenha jogado para mostrar. Isto pois estes três jogos apresentariam as mesmas características e possibilidades de crescimento quando consideramos a propriedade de ignorar o contato com pokémons selvagens e apenas adotar pokemons.

Assim, resolvendo esta conjectura para uma versão, pudemos generalizar para as outras duas versões que pertencem a esta mesma classe. Mas isso não se estende por exemplo para a versão Yellow, que embora tenha dos pokémons 1 ao 151, ela apresenta características de jogo distintas à esta propriedade aplicada, que fazem deste um jogo diferente das outras 3 versões. Pokemon Yellow então é uma subclasse dos jogos de Pokemon, mas não esta na subclasse que provamos. Sendo na verdade uma subclasse independente das outras.

Um outro caso, e que é o tema deste post, refere-se à Pokémon Crystal. As versões Pokémon Gold e Silver são subclasses de Pokemon, porém a versão Crystal esta dentro desta subclasse. Ou seja, todos os elementos presentes em Gold e Silver também fazem parte do Crystal, contudo esta versão tem características a mais do que a Gold e Silver. O que a caracteriza como uma subclasse desta subclasse da classe Pokemon.

Aplicando a conjectura de apenas adotar em Pokémon Crystal chegamos que das 3 escolhas iniciais, apenas começando com o Totodile (um pokémon de água que se parece com um jacaré bípede) é possível zerar os objetivos estipulados. A prova disso segue neste vídeo.

Levei umas 4h40 jogando para finalizar (obrigado Théo pela edição)

De forma bem resumida, o que impede de zerar esta versão começando com Cyndaquill ou Chicorita, é uma complexidade para conseguir as pedras de evolução que levariam algum dos seus pokémons adotados (no caso, o Eevee) a ser compatível com o HM03 (surf). Pois enquanto na versão Red bastava irmos no centro comercial e adquirir a pedra da água, nesta geração precisamos pegar o contato de telefone de alguns personagens e aguardar que eles nos liguem avisando que tem uma coisa do nosso interesse… o que realmente pode demorar para acontecer (para vocês terem uma ideia do fator sorte neste requisito, nas quase 5h jogando, este personagem não chegou a me ligar)

Assim, podemos pensar… se consegui zerar a versão Crystal e as versões Gold e Silver das quais a Crystal é subclasse, isso garante que a versão Gold e Silver é zerável nesta propriedade de apenas adotar?

Errado!

Assim como o exemplo com abridores de lata, mostrar que para algum elemento de uma subclasse foi possível realizar esta ação, isto não engloba necessariamente os elementos pertencentes a classe (por exemplo, abridores de lata industriais abrem as latas automaticamente, porém isso não se generaliza a todos os que fazem parte da classe de abridores de lata).

Desse modo, se temos a certeza de que não é possível zerar a versão Crystal começando com Cyndaquill ou Chicorita, por um motivo que foi herdado da sua classe. Então, este resultado também se aplica às versões Gold e Silver.

Contudo, sendo a versão Crystal mais robusta em recursos do que as versões Gold e Silver (você por exemplo ganha um Odd Egg que pode ser chocado e somar ao seu time um pokémon diferente daqueles que você adota naturalmente), provar que nela é possível zerar, não pode ser estendido de imediato para as classes mais genéricas. Resumindo:

Mostrar que é zerável em Gold implica que é zerável em Silver e Crystal;
Mostrar que é zerável em Silver implica que é zerável em Gold e Crystal;
Mostrar que é zerável em Crystal, não implica que é zerável em Gold ou Silver.

Créditos da imagem de capa: Imagem de Chris Maguirang por Pixabay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *