V.5, N.1, 2019

Ecos dissonantes da banalidade do mal (V.5, N.1, 2019)

Em 1968 o Ato Institucional número 5 (AI-5) conferiu ao presidente o poder de fechar o congresso, suspendeu os direitos políticos de servidores e a garantia do habeas corpus. Foi o momento mais duro do regime militar brasileiro (1964 – 1985). Em seu aniversário de...

Quiralidade e açúcar raro – frutose e psicose (V.5, N.1, 2019)

Quiralidade e açúcar raro – frutose e psicoseNo post “Quiralidade e cotidiano”, nós vimos que existem moléculas que são como gêmeos idênticos, embora estruturalmente tenham a mesma quantidade de átomos, podem apresentar propriedades físico-quimicas completamente diferentes. Uma classe de compostos químicos presente no nosso cotidiano...

O ambientalista é um elitista? (V.5, N.1, 2019)

Como boa parte dos brasileiros, me vi inserido em diversos debates políticos no último período eleitoral, pessoalmente ou pelas redes sociais. Numa destas ocasiões, ponderei, em certo momento da conversa, que para mim era quesito essencial e inegociável na escolha de um candidato (à presidência,...

Por que tanto calor? (V.5, N.1, 2019)

Dia desses me deparei com um meme nas redes sociais que dizia: “Tá calor né? Corta mais árvores”. Na hora li, entendi a ironia e concordei. Depois pensei: “Será que todos que leram entenderam realmente? Ou pensaram somente na sombrinha da árvore?” Me fez refletir...

Skip to content