O Brasil como lupa do conceito de contradição da alma de Montaigne (V.3, N.8, 2017)

Lula foi corretamente condenado a nove anos de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Rousseff foi retamente desapossada da presidência por pedaladas fiscais, decretos de crédito suplementar sem autorização e financiamento ilegal de campanha. Dirceu e Palocci não são mártires sem culpa em seus vai-e-vens à prisão. Contudo, muitos líderes da direita seguem sem punição. Em nome da saúde social, defenderemos aqui a importância da constância jurídico-política, isto é, a necessidade de que todas as partes da população recebam um tratamento igual ante a lei. Enquanto isso não existir, o Brasil seguirá como uma lente de aumento do que o filósofo M. E. de Montaigne (1533 –1592) descreveu sob o conceito de contradição da alma humana.

Você pode gostar...

Skip to content