Licenças, governo, interesses…


Desde que esse papo de Usina Hidrelétrica na Amazônia, construção de Angra 3 recomeçou eu simplesmente tenho me mantido longe por uma série de motivos alguns deles: tinha/tenho pouca informação sobre qual a melhor matriz energética para o país e portanto não tinha uma opinião formada sobre o assunto; uma vez que interesses políticos estão envolvidos não interessa muito sua opinião; conchavos, acordos e etc sobrepõe qualquer lógica, qualquer conhecimento técnico e qualquer interesse de um futuro melhor para o país, as pessoas, o planeta; e trabalhando num órgão público e sabendo como funciona as decisões, achei melhor me afastar pra não passar raiva.

Eis que ontem saiu a licença prévia das Hidrelétricas do Rio Madeira, diga-se de passagem 1 mês e 9 dias depois do prazo dado pela Ministra da Casa Civil, e depois de várias “confusões”, vamos dizer assim, dentro do IBAMA. Um amigo meu me mandou um mail ontem dizendo pra eu ler a matéria do Estadão sobre o assunto, lá fui eu e entre os vários dados técnicos, as exigências do IBAMA, a comemoração das construtoras e do governo tem uma entrevista com o David Zylbersztajn: ex-diretor geral da ANP. (para ler a entrevista clique aqui)

Diante de todos os impactos que uma hidrelétrica causa e todos os problemas que uma usina nuclear tem, fica a minha indignação. Onde estão os investimentos e os projetos para o desenvolvimento de energia alternativa do país? Será que imprensa não mostra porque querem que o governo Lula pareça um desastre (o que não é nenhuma novidade nesse aspecto e sinceramente não é privilégio do governo dele) ou por que eles não existem? (o que não é difícil).

Ficou tão claro pra mim que essas hidrelétricas só vão sair do papel por que a indústria da construção civil no país precisa de grandes obras e claro que eles fizeram muita pressão no governo para que isso acontecesse. E mais uma vez ver que não existe qualquer preocupação por parte do governo para que um desenvolvimento sustentável ocorra, que uma preocupação com a busca de novas alternativas energéticas sejam desenvolvidas. Ouvi de outro amigo outro dia uma verdade: o governo segue um caminho e a população preocupada com esse tipo de assunto tá seguindo outro. Quero acreditar que o desenvolvimento sustentável vai ocorrer com, sem e apesar do governo.

3 Comments

  • Rafael
    11 de julho de 2007 - 12:45 | Permalink

    “Quero acreditar que o desenvolvimento sustentável vai ocorrer com, sem e apesar do governo” … ótimo comentário. Parabéns.

  • D. Afonso XX, o Chato
    11 de julho de 2007 - 23:15 | Permalink

    “uma vez que interesses políticos estão envolvidos não interessa muito sua opinião”. Conheço bem isso. Trabalho em órgao público também. NAda é sério nesse país. E o que chega lá, deixa de ser… bjs

  • Paula
    12 de julho de 2007 - 16:58 | Permalink

    Claudia!Obrigada pela visita e pelo comentario. Ainda bem que nao perdi contato com meus queridos leitores com td esse tempo ausente.Bjks!

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Skip to content