O crepúsculo dos absorventes

Se você é uma humana apaixonada por um vampiro e vocês não podem ficar juntos por motivos óbvios, usar coletores menstruais pode ajudar nessa relação… Continue lendo o post e saiba como!

cup

cupBolsinhas para guardar o Moon Cup

 
Um dos meus pecados ambientais da lista feita ano passado era usar absorventes descartáveis. Veja bem, eu disse era! Sim, agora eu uso um coletor menstrual, mais precisamente o Moon Cup (E não, eu não arranjei um namorado vampiro).

Já tem uns 3 ciclos que eu tenho usado essa nova opção e só tenho a dizer que é uma alternativa muito, muito boa. No começo pode parecer estranho, tirá-lo pode dar um pouco de trabalho (pra colocar não tive problemas), você se preocupa o que vai fazer a respeito quando não tiver em casa, acha que vai vazar e fica apreensiva, de verdade? Parece que você usando um absorvente pela primeira vez de novo. Mas o fato de você esquecer que está menstruada e não ter que se preocupar em levar absorventes consigo sempre, compensa cada uma dessas dúvidas que certamente você vai ter só da primeira vez, depois é fácil, quem não se adapta rápido ao conforto e comodidade?

Mas pra quem nunca ouviu falar desse tal de coletor, o que é afinal? É um copinho feito de silicone cirúrgico que é colocado no canal vaginal para coletar o sangue, que é jogado fora quando retirado o copinho. Simples assim, não tem gel, absorção, abas ou tipos de cobertura para se preocupar. Existem 2 tamanhos disponíveis para mulheres com até 30 anos e que nunca tiveram filhos ou para mulheres com mais de 30 anos ou que já tiveram filhos.

Infelizmente encontrar esse produto no Brasil não é assim tão fácil, o meu por exemplo veio por meio de uma amiga de uma amiga que voltava de viagem da Inglaterra. Mas se você não tem problemas de fazer compras pela internet de produtos vindos do exterior não é assim tão complicado.

A seguir links interessantes sobre o assunto:
Vídeo do youtube que explica como usar o moon cup.
Grupo do Flickr só com fotos de coletores.
Comunidade do orkut sobre os coletores: Coletores & Cia.
Uma resenha super detalhada com várias informações interessantes.
Dois posts no Quintal: O copinho lunar e Copinho lunar II a missão. E reflexões sobre mudanças de hábitos.
Os copinhos mais lindos que já encontrei até agora, são coloridos e tem bolsinhas lindas.
Muitas úteis informações no Wikipédia (em inglês).

P.S.: Eu não preciso explicar com maiores detalhes como você pode ajudar seu pretendente vampiro, preciso? 😉
Agradecimentos para o autor do título desse post: @vitorlp Muito obrigada!!!
__________________________________________
Este texto faz parte da Blogagem Coletiva: Cientista também caça paraquedista (com um super ultra hiper mega atraso, basicamente uns 2 meses). Se você entrou aqui procurando por informação e gostou do que encontrou (fala que não é original) aproveite e visite os outros textos.

16 Comments

  • 22 de outubro de 2009 - 22:11 | Permalink

    Hahahaha, excelente post Clau, muito bom mesmo!
    Vou te falar que a princípio fiquei com um pouco de nojo, mas quando você explicou como funciona, passou 😉
    Será que alguém se dispõe a lançar esse produto no Brasil? Ia fazer sucesso.
    E que venham os paraquedistas!!!
    ps: se prepare pros comentários do tipo “ai meu, nada a ver, tava procurando outra coisa, credo!”… são sempre os melhores!

  • Sibele
    22 de outubro de 2009 - 23:31 | Permalink

    Boa, Cláudia!
    E lembrou-me uma piada… a do vampiro pobre…conhece?

  • Sarah Cantarino
    23 de outubro de 2009 - 00:43 | Permalink

    Uma ótima invenção: simples e prática.
    Só que fiquei com uma dúvida. Esse absorvente diminuiria o risco de doenças vaginais? Mesmo sendo esterilizado, com uso constante do moon cup e do mesmo bactericida, não haveria mais chance de proliferação de bacterias, caso umas ficassem resistentes? E algumas mulheres apresentar fungos, bacterias e virus, estes não se desenvolveriam melhor, com “nutrientes” ao seu dispor no copinho?!

  • 23 de outubro de 2009 - 10:03 | Permalink

    @Sarah, nao sei te responder, nunca li nada a respeito. Quando apresentei pro meu médico ele não disse nada, a recomendação é sempre limpar bem e só, não sei se a chance de proliferacao de bacterias cresce tanto assim…

  • 23 de outubro de 2009 - 14:08 | Permalink

    vai aparecer um monte de vampiro com tpm…

  • alina
    23 de outubro de 2009 - 19:32 | Permalink

    esse site é nacional, e vende o coletor.
    eu comprei por aqui, e não tive problemas. paguei por boleto bancário e o coletor chegou em 14 dias, todo certinho.
    http://www.guiavegano.com.br/vegan/loja/copos-menstruais

  • 24 de outubro de 2009 - 15:54 | Permalink

    nossa clau, nunca tinha ouvido falar nisso!!!!! adorei, eu quero.

  • 25 de outubro de 2009 - 20:45 | Permalink

    Nossa, eu também não conhecia. Fiquei bem interessada. Valeu pela dica!

  • 28 de outubro de 2009 - 15:50 | Permalink

    Pepepeperaí!!!!
    Mulherada insana! Alguém perguntou pro respectivo e pobre ginecologista se pode usar esse troço ou o que ele acha? Pelo site do produto, não encontrei nenhum artigo científico avaliando os riscos. Na PubMed achei esse de 1997: http://migre.me/a9Ah, que acha “aceitável” o uso do produto. A invenção é de 1959 e tem muito pouco na literatura. O apelo principal é sobre o meio-ambiente e não à saúde. Sei lá…
    Eu pensaria duas vezes antes de ficar colocando dispositivos estranhos no meu organismo… Na dúvida, fale com seu ginecologista e divida com ele a salvação do planeta =)

  • 28 de outubro de 2009 - 16:09 | Permalink

    Tive só uma experiência com a Moon Cup até agora. E é bem como a Clau falou, é como usar absorvente pela primeira vez. Com o uso contínuo, todas as incertezas e inseguranças passam. Eu recomendo.
    Agora, Karl… eu sinceramente não acho menos “invasivo” do que os absorventes internos… E Sarah, o produto pode ser fervido quantas vezes se desejar e eu acredito que isso iniba proliferação de qualquer coisa.

  • 28 de outubro de 2009 - 18:34 | Permalink

    SIM, Doc! Eu falei c/ meu ginecologista, ele aprovou e falou q eu posso usar sem problemas, falou que é bom usar sabão neutro para lavá-lo pq ele acha q só ferver não é suficiente.
    De verdade Karl, quer dispositivo mais estranho q um DIU? E fica lá dentro durante anos! Acho o copinho super aceitável!

  • 29 de outubro de 2009 - 15:07 | Permalink

    Criatura de Deus!!!rsrs
    Eu aprendi a não reprovar ou aprovar coisas apenas porque eu acho esquisito ou legal! Se vc escrever no PubMed “menstrual cup” vão aparecer 34 estudos; se escrever “intrauterine device” vão aparecer 10.004. É sobre isso que eu estou falando…

  • 29 de outubro de 2009 - 17:57 | Permalink

    Ok, Doc, eu entendi. Mas pq será que o produto existe desde 1959 e tem pouca coisa na literatura? Vc teria alguma ideia?
    Eu acredito q por falta de investimento dos donos do produto em divulga-lo mais entre os medicos, isso me mostra 2 coisas 1) os médicos estão mais interessados em divulgar produtos p/ curar doenças e nao proporcionar qualidade de vida p/ as pessoas; 2) interesse comercial dos medicos, eu divulgo aquilo me dá retorno (entenda aqui o q quiser como retorno).
    Eu já vi circular na internet spam de q OB dá cancer. Já desse produto só vi falar bem, entao por enqto vou continuar acreditando na maioria das mulheres q usam e nao tiveram problemas.

  • 29 de outubro de 2009 - 18:37 | Permalink

    Denunciar as mazelas comerciais da medicina e da BigPharma não vai resolver a questão. Conversei com uns ginecologistas amigos e eles acham que depende da adaptação de cada uma. Não há contraindicação formal, até que se prove o contrário. Faltam estudos no que diz respeito a candidíase vaginal (o que está bem documentado no caso do DIU) e outras infecções como a Sarah perguntou acima.

  • 3 de novembro de 2009 - 14:44 | Permalink

    Claudia, eu acho o MoonCup fantástico. Já uso há um ano ou mais e nem penso em outra opção.
    Quanto à candidíase, na minha “leiguice” imagino que uma boa higiene resolva o problema. Por que o absorvente interno convencional não causaria o mesmo problema? Aliás, que eu saiba, o convencional passa por um processo que deixa rastros de componentes químicos cangerígenos. Tem, inclusive, a tal síndrome do choque tóxico.
    E, caramba, a medicina não aceita de bom grado que coloquem silicone no corpo das pessoas para sempre? Por que um dispositivo que podemos pôr, tirar e limpar não pode?

  • 10 de dezembro de 2010 - 14:41 | Permalink

    Lançamos o único coletor menstrual brasileiro!
    Uma solução prática, econômica, ecológica e higiênica que substitui os absorventes femininos.
    Produzido 100% em silicone medicinal, adequa-se perfeitamente ao corpo.
    Oferece até 12 horas de proteção e conforto
    Saiba mais pelo site http://www.misscup.com.br ou direto na loja virtual loja.misscup.com.br .

  • Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *