O seu jeans é sustentável?

Como eu já disse ser sustentável não é fácil… Descobri por ai que a Casa Versace comprometeu-se a não utilizar mais a areação em seus jeans. Areação pra quem não sabe é um processo de tratamento do jeans que consiste em esfregá-lo na areia. E por que a Casa Versace fez isso? Porque esse método de tratamento tem causado problemas para os trabalhadores que o fazem, essa técnica nada mais é do que o jateamento de areia sob alta pressão no tecido para que ele tenha um aspecto gasto. E isso tem se mostrado bastante insalubre pois durante o jateamento a poeira causada pode provocar nas pessoas uma doença nos pulmões chamada silicose, a mesma causada nas pessoas que trabalhavam na mineração de asbesto.

jeans-ecologicamente-correto
A Casa Versace e algumas outras marcas resolveram fazer isso por pressão de uma aliança de organizações  de 15 países europeus chamada Clean Clothing Campaing. Algumas marcas como C&A, Benetton, Gucci, Levi’s entre outras, publicamente já declararam que não utilizam mais esse método em seus jeans, achei formidável! Você pode até assinar o manifesto contra do jeans “assassino” no site deles e ainda ver a lista das marcas que já se declararam contra o uso dessa técnica.
Mas e quando eu não uso jeans de nenhuma dessas marcas, como faz? É só não comprar nenhum jeans que usou a areação… Ok, eu não entendo de moda, será que qualquer jeans com cara de gasto que eu ver usou esse método? E aqui no Brasil será que isso é feito? Ou todo jeans desgastado é importado? Nesse manifesto eles se referem principalmente à Turquia, México e Cambodia. Só lá que fazem isso de forma a prejudicar a saúde de seus trabalhadores?
Alguém que entende de moda e indústria textil saberia me informar?

É, ser sustentável não é só separar seu lixo, andar de bicicleta e comprar produtos orgânicos…

3 Comments

  • 27 de julho de 2011 - 13:23 | Permalink

    Vou morrer sem entender porque existem pessoas que pagam mais caro por uma roupa que já vem velha.
    Quando minhas calças ficavam com aspecto de sujas e gastas, minha mãe reclamava e mandava eu jogar tudo fora.

  • 30 de julho de 2011 - 02:28 | Permalink

    oi
    vim parar aki por meio do seu twitter, q eu achei num incomum episódio de insônia [costumo ser boa de cama hehehe]. achei bem legal seus posts, pq além de informativos, eles tb refeltem as dúvidas q existem em todos nós q tentamos ser verdes.
    o sono finalmente apareceu, mas eu cheguei a ir até o post q vc faz a sua lista de pecados ambientais onde se lê q vc nao é vegetariana. eu como bióloga tenho mtas dúvidas de q ser vegatariano realmente ajude em alguma coisa. vc tem mt mais fontes, recursos e contatos do q eu sobre diversos assuntos por trabalhar com eles ou por levar sua luta mais às vias de fato do q eu. entao a minha dúvida é: uma pessoa q é vegetariana, é necessariamente uma pessoa ecológica? nao pelo “mal” q o consumo de carne representa, mas pelo mesmo mal q o consumo de produtos agrícolas representa [eu acho] e a gente nao se toca.
    da onde vêm [meu português é meio à moda antiga] os vegetais q comemos? como sao plantados? aonde? em áreas desmatadas? por grandes grupos coorporativos q agem na bandidagem e com violência nos lugares aonde têm sede? e o uso dos agrotóxicos? e o fair trade, o comércio sustentável? como eles sao processados e embalados? a água e a energia usadas por essas empresas?
    e a pirâmide de energia? pq a gente sabe q a gente nao consegue digerir celulose, entao por mais q uma unidade de terra consiga produzir vegetais para alimentar um numero maior de pessoas q a mesma unidade de terra produzindo carne, a principio teriamos q dar a essas pessoas na vdd mais alimentos de origem vegetal, pq boa parte dos vegetais passa reto no nosso sistema digestivo.
    isso tb me faz questionar a pesquisa nutricional como um todo pq na real nao se tem lá mt ideia de como ocorrem vários processos no corpo humano. por exemplo esse lance de q a gente nao precisa de carne todo dia. qual a taxa de uso proteico do corpo humano e qual a taxa de reposicao? e se a pessoa se exercitar, isso muda? muda como? na falta de proteína, o corpo comeca a “comer” os próprios músculos…
    é verdade q existem certos nutrientes em certos casos, como o ferro do brócolis, q a gente nao consegue assimilar direito pq ele tá associado à cadeia de celulose? nesse caso só ferver de leve basta?
    enfim, acho q falei e falei sem um objetivo, mas é q essas sao minhas dúvidas em relacao ao vegetarianismo e a ser verde q eu venho fermentando na cachola há algum tempo e acho q finalmente achei a possibilidade de compartilhar com alguém q possa levar isso a um nivel de discussao realmente pertinente e nao apenas como bate papo de boteco.
    nossa, to com sono.
    boa noite!

  • 9 de novembro de 2011 - 17:33 | Permalink

    Nossa, não sabia desse processo, é tão obsoleto. Espero que outras marcas e fast fashion também invistam em técnicas mais sustentáveis, aliando a otimização dos seus produtos, lucro e na qualidade de vida de seus funcionários.

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Skip to content