>

Quando não estava inventando logaritmos, John Napier demonstrava um claro interesse por assuntos militares. Em 1596, ele compôs uma lista de máquinas de guerra que “pela graça de Deus e o trabalho de expertos artesãos” ele esperava produzir “para a defesa desta ínsula [i.e., as Ilhas Britânicas]”. Entre elas, havia uma peça de artilharia que poderia “limpar um campo de quatro milhas de circunferência de todas as criaturas que tenham mais de um pé [30 cm] de altura”, uma carruagem com “uma boca móvel de batalha” que poderia “espalhar destruição por todos os lados” e “meios de navegação sob a água, com mergulhadores e outros estratagemas para ferir os inimigos”.
Não se sabe se Napier construiu suas máquinas, mas na época da I Guerra Mundial elas já eram realidades certas — pode-se dizer que ele previu a metralhadora, o tanque e o submarino.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *