>

Alguns reis morrem na cama, outros morrem gloriosamente em campos de batalha.

Mas o rei Alexandre da Grécia — não, não é o “Grande” da antiguidade — foi morto pela mordida de um par de macacos.

Ele caminhava pelos jardins do Palácio Real no dia 2 de Outubro de 1920, quando um macaco atacou seu cão. Ele espantou-o com um pau e sofreu apenas um ferimento na mão, mas um outro macaco veio, companheiro do primeiro, veio em seguida e deu-lhe uma mordida ainda mais profunda. Ele morreu  de septicemia (infecção generalizada) três semanas mais tarde.

O pai de Alexandre, que estava exilado, retornou ao país e lançou uma sangrenta guerra contra a Turquia. Como se os turcos tivessem treinado macacos terroristas… “Talvez não seja exagero”, escreveu Churchill sobre o episódio, “ressaltar que 250 mil pessoas morreram dessa mordida de macaco.”

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content