Thomas Britton, o carvoeiro erudito

 

Thomas Britton, o carvoeiro musical (gravura de autor desconhecido, 1777)

Thomas Britton, o carvoeiro musical (gravura de autor desconhecido, 1777)

Pouco se sabe da vida deste curioso personagem que apareceu em Londres na virada do séc. XVII para o séc. XVIII. O que se sabe é que nasceu em Northamptonshire e, logo que pode, mudou-se para Londres, onde estabeleceu-se como vendedor de carvão — primeiro como empregado e mais tarde como autônomo. Também não se sabe se teve alguma educação formal, mas tudo indica que foi um autodidata, especialmente dedicado ao estudo da música, de livros antigos e talvez até de química. (mais…)

>Nomes (im)Próprios

> Se você acha que apenas no Brasil poderiam surgir nomes ééééé, digamos, “criativos”, como Valdisnei, Usnavi, Maiquel Géquiçom, Erripóter, Letisgo, Brucili ou até mesmo Urrigrisson, lembre-se de que os americanos sempre podem conseguir fazer coisas melhores (ou piores): O censo dos Estados Unidos, agora quase completado, trouxe à luz Leia mais…

>Menor Maior

> O New York Times de 18 de setembro de 1972 informava que um homem chamado Minor W. Major havia participado de uma conferência sobre História em Tarrytown, Nova York. Perguntado sobre a origem de seu nome, Mr. Major contou sua história:  “Antes da Guerra Civil, uma jovem moça chamada Leia mais…