Em uma palavra [116]

aptônimo (ap.tô.ni.mo) s.m. 1. fig. de linguagem usada na ficção, na qual o autor dá ao personagem um nome  que o descreve de modo cômico ou irônico. Ex: Alfred Jingle, personagem do “Pickwick Papers” de Charles Dickens; ‘jingle’ seria uma referência à onomatopéia do som do dinheiro, o que denunciaria Leia mais…

>Haja Monograma!

> Em 1960, o graduando de Cambridge Ron Hall anunciou uma descoberta que ele chamou — bastante  obvia e modestamente — de Lei de Hall: “Para qualquer grupo suficientemente grande de pessoas, o número médio de iniciais possuídas pelos membros de tal grupo é uma medida direta da classe social Leia mais…

>Será que era só um cafezinho?

> Sexauer [que, como você vai perceber, pronuncia-se da mesma forma que “Sex Hour”] é um nome alemão comum, referente aos naturais de Sexau, no sul da Alemanha. Procurando por um Mr. Sexauer, um homem de Washington ligou para o Comitê de Comércio Interestadual e Internacional do Senado. Tentando ajudá-lo, Leia mais…

>Contra a parede

>Isso é o que se pode chamar de uma trollagem romântica: Uma lady, que ficou lisonjeada após ter seu nome usado para a denominação de uma rosa, mudou de ideia ao ver a descrição da rosa em um catálogo botânico. Contra seu nome, dizia-se: “tímida em uma cama, mas bastante Leia mais…

>Aquele tal de Miswaldo

>Em 1944, um juiz de San Francisco recusou-se a permitir que Tharnmidsbe L. Praghustspondgifcem mudasse seu nome. O motivo para o veto judicial é que Mr. Praghustspondgifcem queria passar a ser conhecido como Miswaldpornghuestficset Balstemdrigneshofwintpluasjof Wrandvaistplondqeskycrufemgeish.  O homem por trás desses nomes não era indiano: seu nome de batismo era Leia mais…