aptônimo (ap.tô.ni.mo)
s.m. 1.
fig. de linguagem usada na ficção, na qual o autor dá ao personagem um nome  que o descreve de modo cômico ou irônico. Ex: Alfred Jingle, personagem do “Pickwick Papers” de Charles Dickens; ‘jingle’ seria uma referência à onomatopéia do som do dinheiro, o que denunciaria o caráter ganancioso do personagem. 2. nome ou sobrenome real, mas que revela-se adequado à função ou trabalho exercido por alguém ou ao seu caráter; aquilo que o humorista José Simão chama de “predestinado”. Ex: “Predestinados Olímpicos! Claro que a primeira e sempre predestinada das Olimpíadas é a Chana, goleira de handebol do Brasil! O segundo é o nosso lutador de boxe: Esquiva Falcão! ‘Vai, Falcão, esquiva. Esquiva, Falcão!’” [hibridismo entre apto e o grego ónoma(tos) = designação, nome]

Termo surrupiado do excelente post de estreia do Curupira, novo vizinho do Science Blogs Brasil.


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content