O ar da Lua

Uma das primeiras coisas que aprendemos sobre a Lua na escola é que lá não dá pra respirar porque não tem atmosfera. Mas nem sempre foi assim: a Lua teve uma camada de ar, ainda que irrespirável. Descobrir a história geológica (ou melhor, selenológica) do nosso satélite natural foi um Leia mais…

“Campo de carvão aéreo”

Sempre temos fumaça conosco. Se num belo dia de verão procurarmos através das persianas do topo da Crystal Palace, em Sydeham, por uma vista da metrópole, naturalmente exclamamos — “Eu vejo — há fumaça!”. Esta pesada nuvem negra é sustentada pelas 500.000 ou 600.000 colunas de fumo que elevam-se das Leia mais…

Patentes Patéticas (nº. 92)

image

Quanto mais fontes de energia, melhor. Então porque ainda não usamos a eletricidade atmosférica? Ao contrário do que possa parecer, essa ideia não é recente — é recorrente. Benjamin Franklin (1706-1790) já sabia que os raios eram eletricidade pura, mas não havia demanda por eletricidade na América do Norte rural do século XVIII. Pouco mais de dois séculos após o nascimento de Franklin, Walter Pennock queria tirar eletricidade do ar. Pennock foi o criador do Apparatus for collecting atmospheric eletricity [Aparato para coleta da eletricidade atmosférica]: (mais…)