A Bioquímica é Bela. Ainda mais com um Nobel.

bioquímica bela

Células em prófase (esq.) e anáfase (dir.), com histonas e taxas de crescimento de microtúbulos. Gráfico mostra distribuição de taxas de crescimento de diferentes estágios da mitose, numa média a partir de um grupo de 9 a 12 células. [Crédito: Betzig Lab/HHMI]

Contrações musculares. Interações celulares. Citocinese. Intérfase. Metáfase. Anáfase. Presentes nas aulas de Biologia a partir do ensino médio, esses termos designam fenômenos riquíssimos que — como algumas reações químicas bem mais simples — estão acontecendo em cada ser vivo presente neste momento. Também há muita beleza oculta nos laboratórios de Bioquímica. E ela também está sendo descoberta e observada com novas tecnologias na microscopia, que começaram a ser desenvolvidas há 10 anos por Eric Betzig. Os resultados começam a aparecer agora e são tão promissores que já lhe valeram um Prêmio Nobel. (mais…)

GPS bioquímico guia neurônios até os músculos

Sabe quando você está numa estrada de pista dupla mas não tem certeza de qual saída tomar para entrar numa cidade? Nesses casos, você recorre à sinalização da pista, usa o GPS ou, na falta de opções, segue em frente até achar uma saída. Os neurônios que precisam se ramificar para chegar aos músculos agem de modo parecido, segundo pesquisadores da Johns Hopkins University School of Medicine [Faculdade de Medicina da Universidade Johns Hopkins]. A pesquisa foi publicada na edição de novembro de 2012 da revista Neuron.

Trabalhando com moscas de frutas Sangyun Jeong, Katarina Juhaszova e Alex L. Kolokdin descobriram que a interação entre proteínas indica aos neurônios motores como e onde eles devem se ramificar para alcançar os músculos certos. Os neurônios (ou nervos) motores conectam as fibras musculares à medula espinhal e, assim, permitem que o cérebro controle os movimentos musculares. (mais…)