Uma jornada inesperada

O silêncio caiu por estas bandas na última semana. Mas não há motivos para pânico. Este que vos escreve vai bem, obrigado. Bem atarefado também, mas finalmente posso revelar o que me deixou longe da blogosfera nos últimos dias. É algo que vem me ocupando desde meados de junho. É algo que tem a ver com minha formação. É algo que tem a ver com o hypercubic. É algo que mede 20x15cm, tem umas 150 páginas e é um tanto patético em seu conteúdo.

Os leitores mais sagazes já sacaram: é um TCC. Também, mas mais do que isso — é meu primeiro livro! E hoje posso, enfim, contar a breve história de como ele nasceu.

Se livros são como filhos, o meu primeiro definitivamente não foi planejado. Confesso que já havia pensado em tê-lo, mas era mais um sonho distante do que algo realizável. (mais…)

Há um signo do crime?

Em Chatham-Kent, Ontário, Canadá, a polícia divulgou uma estatística no mínimo curiosa ao encerrar 2011: das 1986 pessoas detidas ao longo do ano, 203 eram arianas. Essa foi a primeira vez (quiçá a primeira vez no mundo) que a autoridade policial local fez uma lista com base nos signos do Leia mais…

Skip to content