O estranho (e nojento) mundo dos parasitas de parasitas

minhaFoto

A criatura de aparência asquerosa insere seus ovos num hospedeiro e vai embora. Em pouco tempo, os ovos eclodem e as larvas recém-nascidas se alimentam do hospedeiro de dentro pra fora. Quando crescem mais um pouco, as larvas ainda se encontram dentro de um bicho — e também acabam por consumi-lo. Por mais alienígena que pareça, essa estratégia de reprodução é relativamente comum. E bastante eficiente em termos energéticos, segundo uma pesquisa recente. Tanto que o pobre hospedeiro pode abrigar uma pequena cadeia alimentar. (mais…)

O bate-papo que dá sono

T.brucei_SEM

Em cores falsas, T. brucei (azul) em meio a glóbulos vermelhos. [Imagem: microbewiki.kenyon.edu]

“Quem não se comunica, se trumbica”, já dizia o velho mestre Abelardo Barbosa, o Chacrinha. Seja para se defender, marcar território ou encontrar um parceiro, todos os animais se comunicam. Até os microscópicos protozoários conversam — e o bate-papo de um deles pode causar uma doença fatal em seres humanos. (mais…)

Ciência com o próprio fígado

Não faltam experimentos de um único voluntário na História da Ciência. Nem experimentos em que a linha entre pesquisador e pesquisado é bem tênue. Também não são poucos os créditos mal-atribuídos pela participação em uma pesquisa. Um caso com todas essas características aconteceu em 1954, na Universidade de Londres. Ao Leia mais…