Open Philosophy

Avaliação crítica do problema da edição do genoma humano (V.3, N. 2, 2017)

Para poder avaliar a questão da edição do genoma humano desde uma perspectiva filosófica devemos em primeiro lugar evitar o dogmatismo, essa doença. As duas formas mais correntes de dogmatismo neste contexto são o “bioconservatismo” e o “tecnoprogressismo”: aquele consiste em contrapor natureza e tecnologia endeusando a natureza e argumentando...

Preocupações em torno à edição genética (V.3, N. 2, 2017)

Coloquemos primeiramente o senso comum para funcionar. De imediato surgem uma série de perguntas básicas: Quais são os efeitos de larga escala das manobras de interferência genética? Consideremos, por exemplo, a questão do ZIKA/DENGUE. A proposta é editar a informação do DNA e gerar no laboratório...

Edição do genoma humano: um assunto urgente (V.3, N. 1, 2017)

Em outubro de 2016 aconteceu o XVII Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação em Filosofia do Brasil. Entre as diversas atividades que tiveram lugar durante o evento, foi oferecido um minicurso sob o título Bioética e edição do genoma humano, a cargo do professor Darlei...

Skip to content