Mudando o mundo, um aluno de cada vez

Publicado por Marina Barreto Felisbino em

Imagina que incrível seria poder apresentar aos seus filhos/sobrinhos/primos/irmãos um livro infantil que falasse sobre o espaço, feito por um cientista espacial de verdade? E se eu te dissesse que esse livro não só existe, como está disponível aqui para ser acessado e lido?

Te convido a ler As Aventuras de Pedro: A Pedra Espacial! aqui

Indicado para crianças de 6 a 8 anos, o livro foi escrito e gentilmente cedido por Duilia de Mello, uma das mais renomadas astrônomas do Brasil e do mundo.

Duilia de Mello – A mulher das estrelas

Duilia é professora de Física e Astronomia na Universidade Católica de Washington e atua como pesquisadora associada do Goddard Space Flight Center (GSFC), laboratório da NASA, agência espacial norte-americana. Especializou-se em analisar retratos do espaço feitos pelo telescópio Hubble. Descobriu, em 1997 uma supernova (o nascimento de uma estrela) e em 2008, as chamadas bolhas azuis (estrelas solitárias que vivem entre galáxias). Feitos como esse, raros para um astrônomo, fizeram de Duilia uma das cientistas de maior prestígio hoje.

Ela afirma, em uma entrevista, que sempre foi apaixonada pelo Universo e, desde pequena, queria entender como ele funcionava tão bem sendo tão complexo.

No fim dos anos 1970, vivia vidrada nas descobertas das naves espaciais da Nasa, Pioneer 10 e 11, que estavam visitando Júpiter e Saturno. Aos 17 anos, Duilia entrou no curso de astronomia da Universidade Federal do Rio de Janeiro e nunca mais parou.

O papel na educação de jovens cientistas

Com esse espírito, criou a Associação Mulher das Estrelas (AME) que busca esclarecer a importância destas áreas para o desenvolvimento da sociedade brasileira. A associação promove eventos nas escolas com o intuito de incitá-las a fundarem clubes, como os de robótica, astronomia, matemática, e ainda construir pontes entre as escolas e as universidades.

Reproduzida de O Globo, por Tommy Wiklind/Nasa

Reproduzida de O Globo, por Tommy Wiklind/Nasa

Ela foi a vencedora em 2013 do prêmio Diáspora Brasil, concedido aos cientistas que se destacam no exterior e foi eleita pelo Barnard College, da Columbia University, como uma das 10 mulheres que mudaram o Brasil.

A vitória de Duilia numa área quase que inteiramente dominada por homens estimula a análise sobre a participação das mulheres na ciência. Afinal, depois de tantos avanços, por que a área de exatas continua sendo um desafio às conquistas femininas? Talvez a resposta esteja na exploração dos estereótipos de gênero desde a mais tenra infância. Portanto, te convido a apresentar esse livro infantil e estimular a curiosidade e espírito crítico das crianças, principalmente de nossas MENINAS.


Marina Barreto Felisbino

Bióloga formada pela Unicamp em 2010 e doutora na área de Biologia Celular e Estrutural em 2016. Atualmente trabalho na Universidade do Colorado em Denver-USA, onde desenvolvo pesquisa de pós-doutorado. Apaixonada pela ciência, assim como pelo alcance das mulheres à equidade. Com o desejo que todos vejam a ciência pelos olhos delas.

7 comentários

Erica · 30 de agosto de 2016 às 10:27

Mariana, obrigada por divulgar esse livro interessantíssimo. Correria para baixa-lo para os meus filhos.

    Marina Barreto Felisbino · 30 de agosto de 2016 às 10:40

    Que bom que gostou Erica!! Acho que eles vão adorar também as aventuras do Pedro!

Carolina Stefano Mantovani · 8 de outubro de 2016 às 14:18

Que legal, Marina!! Adoro descobrir essas iniciativas de divulgação científica como esta da Duilia de Mello, e claro, as suas também, com as ótimas postagens neste blog!! Conhecer tantas possibilidades de divulgação científica com certeza é um grande incentivo para que todos os pesquisadores encontrem algum modo de colaborar também! São tantos diferentes talentos! =)

    Marina Barreto Felisbino · 14 de outubro de 2016 às 19:52

    Obrigada pelo gentil comentário Carolina e pelo seu interesse no blog. Continue acompanhando as postagens!

Lucas Miranda · 14 de outubro de 2016 às 17:30

Muito bom Mariana! Ainda são poucas as opções que temos no Brasil de divulgação científica de qualidade, principalmente para faixas etárias como essa. O livro parece bem bacana e com certeza vou utilizá-lo.

    Marina Barreto Felisbino · 14 de outubro de 2016 às 19:53

    Obrigada Lucas, fico feliz que tenha gostado do livro!

Mudando o mundo, um aluno de cada vez - Blogs Científicos - UNICAMP · 1 de julho de 2016 às 21:00

[…] [..Leia Mais..] […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *