Relatório

E como não começar pelo relatório divulgado dia 02 pela ONU anunciando o aumento da temperatura global (o que na realidade não é novidade nenhuma) que conseqüentemente vai levar ao aumento do nível dos oceanos e mais outras conseqüências que todos os cientistas estão cansados de anunciar não é de hoje. Pra quem se preocupa com o assunto e o acompanha há algum tempo isso não é novidade nenhuma.

Mas na minha opinião a notícia mais forte desse relatório é a probabilidade de 90% de que o aquecimento global é culpa das ações do homem, pois até bem pouco tempo atrás isso era uma dúvida, não se tinha certeza se o aquecimento do planeta era um acontecimento natural, como já aconteceu algumas vezes há alguns milhões de anos, ou se era a ação do homem que estava levando a esse aquecimento.

Assisti na sexta a coluna do Arnaldo Jabor no Jornal da Globo e ele falou uma coisa bem interessante: “E o tragicômico é que nos referimos aos problemas ambientais como sendo uma “ameaça a natureza”. Que nada! A natureza não esta nem aí. Já morreu dinossauro, já houve idade do gelo, chuva de asteróides, e a natureza continua numa boa. Quem vai acabar é a raça humana. A natureza está pouco se lixando para nós.”

O que a maioria das pessoas não entendem é exatamente isso, somos nós seres humanos que estamos sendo ameaçados, é a nossa existência no planeta que está em perigo, nada mais…

Se você quiser ler a coluna toda do Arnaldo Jabor clique aqui.

No Blog Mensageiro Sideral o autor fala que o aquecimento global é uma boa coisa… para o planeta e não para os humanos e suas economias. Na verdade a grande dificuldade está ai, entender que hoje pode parecer que o clima da Terra ser 1 ou 2 graus mais quente não é nenhum grande problema, mas 2 graus hoje, outros 2 daqui 10 anos pode ser tornar um grande problema…

One comment

  • André Luiz
    10 de fevereiro de 2007 - 10:14 | Permalink

    Existem estudos sérios patrocinados pelo PNUMA (Programa das Nações Unidas para o Meio-Ambiente) que mostra que a vida humana se restringirá a pouco mais de 25% da superície do planeta, se tudo continuaar como está.

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Skip to content