Conceitos

Qualquer pessoa que estuda um pouquinho sobre o assunto sabe que esse conceito é uma coisa nova, que está sendo construído por todos que se interessam por ele, não é um conceito fechado, estanque e definitivo, tanto que algumas empresas tem seus próprios conceitos de sustentabilidade/ desenvolvimento sustentável. A seguir algumas definições que encontrei na Internet…

Para o CEDBS (Conselho Empresarial Brasileiro para Desenvolvimento Sustentável):
DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL é um conceito que busca conciliar as necessidades econômicas, sociais e ambientais sem comprometer o futuro de quaisquer dessas demandas. Como impulsor da inovação, de novas tecnologias e da abertura de novos mercados, o desenvolvimento sustentável fortalece o modelo empresarial atual baseado em ambiente de competitividade global.

Para ONU, Comissão Brutland, 1987: Desenvolvimento sustentável é aquele que satisfaz as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras satisfazerem suas próprias necessidades.

Wikipédia: Sustentabilidade é um conceito sistêmico, relacionado com a continuidade dos aspectos econômicos, sociais, culturais e ambientais da sociedade humana.
Propõe-se a ser um meio de configurar a civilização e atividade humanas, de tal forma que a sociedade, os seus membros e as suas economias possam preencher as suas necessidades e expressar o seu maior potencial no presente, e ao mesmo tempo preservar a biodiversidade e os ecossistemas naturais, planejando e agindo de forma a atingir pró-eficiência na manutenção indefinida desses ideais.
A sustentabilidade abrange vários níveis de organização, desde a vizinhança local até o planeta inteiro.
Para um empreendimento humano ser sustentável, tem de ter em vista 4 requisitos básicos. Esse empreendimento tem de ser:
• ecologicamente correcto;
• economicamente viável;
• socialmente justo; e
• culturalmente aceito.

Para a Aracruz: A sustentabilidade é um fator que facilita o acesso ao capital, permite reduzir custos e maximizar retornos de longo prazo do investimento, previne e reduz riscos, além de estimular a atração e a permanência de uma força de trabalho motivada, entre outros aspectos.

Para o Banco Real: Um modelo de negócios em que todos ganham: a empresa, as pessoas, a sociedade e o meio ambiente.

2 Comments

  • Maurício
    4 de fevereiro de 2008 - 11:13 | Permalink

    Prezada Cláudia, Nessa abordagem, você coloca à nossa disposição diversos conceitos sobre sustentabilidade ante a atividade econômica. A linguagem usada pela empresas citadas é a mesma de políticos: falar a favor para enganar. Veja você que até a Petrobras de declara respeitante do meio ambiente! Cinismo puro. Veja o caso do Banco Real que diz: “todos ganham”. Declaração absolutamente falsa, para enganar mesmo. Ora, segundo a lei de conservação da energia de Lavoisier, “na natureza, nada se cria, nada se destrói; tudo se transforma. Como pode todos ganharem e ninguém perder? Isso é uma ofensa à inteligência. Por uma armação simples de equação matemática, como pode ter sinal positivo em todos os elementos e a igualdade ser zero? Vou fazer um comentário em seu artigo de 2.2.08 (empresa sustentável?) que completará meu pensamento. Um abraço. Maurício Gomide Martins

  • Maria Cristina
    7 de abril de 2008 - 19:53 | Permalink

    Olá Claúdia, neste emaranhado de idéias e conceitos, gosto de trabalhar com um texto de Gustavo da Costa Lima, chamado “O discurso da sustentabilidade e suas implicações para a educação”, ele não aborda conceitos, e sim o poder do discurso e as várias interpretaçOes sobre sustentabilildade. É muito imteressante, vale a pena uma leitura. Fica de sugestão.Gostei muito de conhecer seu blog.Muita força para todos nós nesta luta.Maria Cristina Muñoz

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Skip to content