Em boa companhia

Quando Carlos Hotta me convidou para fazer parte do Lablogatórios eu fiquei na dúvida se meu blog se encaixava na categoria de blog de divulgação científica. Tanto que demorei um tempo pra aceitar o convite.

Hoje com o Lablogatórios funcionando e com seu portal cheio novos posts por dia tive a agradável surpresa de ver que vários dos meus vizinhos também falam de meio ambiente, sustentabilidade, desenvolvimento sustentável e o que é melhor, de forma primorosa.

Adorei todos os textos que encontrei até agora sobre o assunto e segue abaixo os links:

A riqueza, a hipocrisia e o fim do mundo – Geófagos

É sustentável a sustentabilidade? – Idéias cretinas

Sobre desenvolvimento sustentável – Chi vó non pó

Altamente recomendáveis!

Parabéns ao Carlos e o Átila pela seleção de blogs tão bons!

Destino dos cartuchos de tinta (mais uma vez)

Por acaso descobri que a HP mantém um Programa de Devolução e Reciclagem de Suprimentos. Mas pelo que diz o site somente os clientes corporativos tem esse privilégio.
Ai por curiosidade resolvi mandar um mail para a HP, mais ou menos do mesmo jeito que fiz com a Epson nesse post. Tentei a mesma via da Epson, entrei no site e tentei um atendimento on-line. Depois de muitos cliques cliques, uma razoável espera uma pessoa (assim acredito) veio teclar comigo. Eu poderia reproduzir o bate-papo aqui, mas não sei se convém, de qualquer forma demorou para pessoa entender que queria dar um destino para os meus cartuchos de tinta vazios. Primeiro me mandou para um site de coleta de suprimentos com defeitos e só depois entendeu que eu queria informações de qual destino dar para o cartuchos vazios e não com defeito.
Me passou um mail e aqui reproduzo a resposta da HP (grifos meu):
Prezada Claudia,
RE: RECOLETAS DE CARTUCHOS DE TONER HP VAZIOS
Atendendo à sua solicitação, estamos informando que a HP Brasil possui um programa de recolhimento de cartuchos de TONER vazios utilizados por nossos clientes e envio à um Centro de Reciclagem da HP.
Para solicitar a coleta, envie um email para recoleta.cartuchos@hp.com com todos os seguintes dados :
Razão social(pessoa jurídica) / Nome(pessoa física);
Endereço completo (endereço para coleta);
CEP;
Cidade e Estado;
CNPJ(pessoa jurídica) / CPF(pessoa física);
Insc. Estadual(pessoa jurídica)/ RG(pessoa física);
Pessoa para Contato (telefone, ramal, e-mail);
Quantidade de cartuchos de toner;
Quantidade de cartuchos de tinta;
A HP irá realizar a coleta no local informado.
Informamos também que os cartuchos de toner vazios não estão sendo comprados pela HP, somente coletados (para posterior reciclagem), e não serão devolvidos aos clientes. O propósito da HP é estritamente ambiental e visa proporcionar um destino final aos cartuchos usados que seja ecologicamente correto. Os cartuchos recolhidos são armazenados e posteriormente enviados para os Estados Unidos, onde são transformados em matéria prima novamente (reciclagem)
O programa só atende aos cartuchos de fabricação da HP que devem ser embalados em caixas de papelão (não necessariamente da HP).
Para dúvidas e sugestões, entre em contato : recoleta.cartuchos@hp.com .
Att.
Programa Ambiental HP Brasil
HP Brasil Ltda
Visite-nos : http://www.hp.com.br
Se eles escreveram TONER em letras maiúsculas quer dizer que não reciclam os cartuchos de tinta? Se é assim por que me perguntam a quantidade de cartuchos de tinta na solicitação de dados para coleta?
Respondi mais uma vez o mail perguntando sobre cartuchos de TINTA e veremos o que eles responderão.

Como sensibilizar as pessoas?

Tem gente que é contra fazer terrorismo sobre o assunto mudanças climáticas, não tiro a razão deles. Mas enquanto as mudanças de comportamento forem tão lentas como estão e as pessoas acreditarem que uma saída milagrosa vai aparecer na última hora (tipo um super-herói para nos salvar da extinção), não adianta só dizer que separar o lixo é suficiente. Separar o lixo é só o começo, as pessoas podem e devem fazer muito mais e claro que não só elas, mas o governo, as empresas e todas outras instituições.
Fico impressionada como ouço as pessoas dizerem: “ah, mas daqui 50 anos não estarei mais aqui” ou “eles vão encontrar uma solução, sempre encontram” ou ainda “vai acabar tudo mesmo por que se preocupar”.
Tomara que propagandas como as aqui abaixo possam sensibilizar as pessoas, seja lá de que forma, se por medo, se por terror ou consciência mesmo.

Visto aqui.
Também gosto muito desse vídeo.

Sustentabilidade x Marketing by Hugo Penteado

Em maio o Hugo Penteado me mandou essas “definições” e desde então ela estava maturando na minha caixa de mail pra publicar aqui. Partes em itálico adendo meu.
Marketing: o marketing vem antes da sustentabilidade e as verbas de sustentabilidade estão prioritariamente alocadas na área de marketing para construir uma imagem a partir de atividades periféricas da empresa, sem significar uma mudança na sua atividade central. Isso corre o risco sério de descrédito e embora a mídia esteja despreparada para separar o joio do trigo, volta e meia as empresas são acusadas de levianismo e falsidade ideológica. Os exemplos desse tipo de abordagem são abundantes.
E não são apenas empresas, temos pessoas que usam o marketing verde para aparecer e nem precisa ser famoso ou celebridade. As vezes elas apenas reproduzem por ai o que ouvem, mas não mudam seu comportamento em absolutamente nada ou simplesmente não acreditam que uma mudança é necessária.
Sustentabilidade: a sustentabilidade vem antes do marketing e é criada uma diretoria de sustentabilidade totalmente independente da área de marketing, que passa a promover ações internas para mudar a cultura da empresa envolvendo todos os stakeholders (funcionários, clientes e a sociedade). A mudança da cultura é fundamental para uma mudança na cadeia dos negócios, posto que o objetivo dessa diretoria e mudar sua atividade central, aplicando regras novas que levem em conta a minimização ou eliminação dos danos ambientais e sociais. O marketing pode fazer uso dessa mudança para disseminar as novas idéias, algo que está produzindo nos dias atuais maior aderência dos stakeholders, dada a importância crescente desse assunto. Existe, claro um foco comercial depois, mas ele só se justifica se a mudança foi produzida na atividade central das empresas antes.
Eu não sei citar muitos exemplos desse caso, aliás o exemplos são sempre os mesmos e ainda cheio de problemas (Banco Real, Interface, Natura, Patagonia, GE (?)), afinal o que temos de sustentabilidade hoje é apenas uma forma capenga e diferente de manter o mesmo modelo econômico. Não acho que seja uma mudança profunda no jeito de fazer negócios como alguns proclamam. É preciso uma mudança de comportamento e geral, não só das empresas.

O ppt. prometido

Nesse post eu comentava sobre um ppt. que recebi por mail mostrando a fabricação das velas de ignição na China. Finalmente consegui um jeito de mostrar o ppt. aqui. Prestem atenção nas fotos.

Depoimento

Minha experiência com sacolas de pano e sacolas plásticas no Blog do Planeta.

Sobre ScienceBlogs Brasil | Anuncie com ScienceBlogs Brasil | Política de Privacidade | Termos e Condições | Contato


ScienceBlogs por Seed Media Group. Group. ©2006-2011 Seed Media Group LLC. Todos direitos garantidos.


Páginas da Seed Media Group Seed Media Group | ScienceBlogs | SEEDMAGAZINE.COM