Quem acredita na sustentabilidade?

Depois de ler isso: “Como não poderia deixar de ser, a crise financeira foi um dos assuntos abordados no 1º Encontro de Mulheres de TI e Sustentabilidade. Maria Fernanda Teixeira observou que várias empresas nos Estados Unidos já anunciaram que suas metas de sustentabilidade não são mais prioridade. “Esse tipo de atitude já provocou inclusive uma reação da Organização das Nações Unidas (ONU), que divulgou um apelo para que as companhias mantenham seus compromissos com as políticas ambientais previamente definidas”, observou.”
Vou repetir aqui o trecho que coloquei no post anterior:
Enquanto a sustentabilidade for tratada como um conjunto de metas a alcançar, uma obrigação conveniente para não perder negócio ou o mero objeto de um plano com cuja essência as pessoas parecem não se identificar intimamente, então as soluções encontradas serão sempre superficiais, utilitárias e de curtíssimo espectro. Nunca é demais lembrar: sustentabilidade não representa um trabalho a mais, um custo a mais ou uma função a mais com que se preocupar numa corporação. Significa o modo mais humano—e portanto, o melhor – de pensar e fazer negócios.”
E aí, quem acredita em sustentabilidade??? Eu já não sei mais.

3 Comments

  • 29 de outubro de 2008 - 16:46 | Permalink

    A questão não é quem acredita em sustentabilidade, mas quem acredita que as empresas, e na verdade todo o sistema capitalista, estão interessadas em outra coisa que não seja o lucro, puro e simples? Trabalhei por um tempo em uma grande empresa de adubos e posso dizer tranquilo que as “preocupações” ambientais da mesma não passavam de marketing, era uma empresa fundamentalmente poluidora e a ênfase real era na maximização dos lucros. Não acredito que a maioria das empresas seja diferente.

  • Claudia Chow
    29 de outubro de 2008 - 17:01 | Permalink

    Vc tem razão, a melhor pergunta é: Quem acredita na sustentabilidade das empresas?

  • 30 de outubro de 2008 - 18:30 | Permalink

    Se quem importa neste caso são as empresas devido a sua grande importância na degradação ambiental, porque falar ainda em sustentabilidade? Porque é bonito ? Concordo com o Italo. No sistema capitalista não há espaço para sustentabilidade. Então vamos parar de dar corda a este eco-termo.

  • Deixe um comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Skip to content