>

Karl Bushby está voltando a pé para sua casa, em Hull, na Inglaterra. Mas como o ex-paraquedista britânico de 40 anos de idade gosta de desafios, ele começou do ponto mais remoto possível: Punta Arenas, no extremo sul do Chile, de onde ele partiu em 1º. de novembro de 1998.
O inglês já caminhou pelos desertos do Chile e do oeste dos Estados Unidos, subiu pelas montanhas do Peru, do México e do Canadá, enfrentou o calor úmido das florestas tropicais no Equador, na Colômbia e na América Central e deu passos sobre a neve do Alasca e da Sibéria.

A jornada, de mais de 57.000 km — mais extensa que a circunferência da Terra no equador — só vai acabar quando Bushby voltar a por os pés em Hull. Já são 11 anos de viagem, que deve terminar apenas em 2012. Ele passou ileso pelo Estreito de Bering, mas a burocracia para obter um visto russo o atrasou consideravelmente. Assim, ele decidiu tomar um atalho que vai passar pelo árido e pobre Cazaquistão, o que terá suas próprias aventuras.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content