>

Não, não é apenas um apelido para um sujeito com algo mais entre as pernas. Francesco Lentini realmente tinha três pernas. Mais bizarro ainda, ele tinha quatro pés — um pé rudimentar saía do joelho da terceira perna  — e dois genitais.
Francesco “Frank” Lentini (1889-1966)
com cerca de 30 anos.
Os médicos afirmaram que não poderiam remover com segurança os membros que sobravam, pois eles estavam ligados à espinha.  Não eram apenas membros parasitas, mas partes de um irmão siamês que não se desenvolveu totalmente.

O menino de três pernas teve uma infância obviamente difícil: seus pais o abandonaram; uma tia tentou criá-lo, mas ele acabou abandonado de novo, desta vez em um abrigo para crianças deficientes. Mais tarde, o jovem Lentini decidiu partir para os Estados Unidos, onde fez carreira em chutando bolas de futebol em números de circo. 

Fora isso, o Homem-Tripé teve uma vida normal: casou-se e teve quatro filhos. Ao morrer, em 1966, aos 77 anos, ele marcou um recorde tão incomum quanto sua condição física. Ainda hoje Francesco Lentini mantém-se como o caso mais longevo de tripedalismo humano.

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *