>

30 de maio, 1811. Os operários — ao remover os escombros de parte de um penhasco que desabou perto do Castelo de Dover há alguns meses, matando uma mulher e seus filhos (cujos corpos foram encontrados no dia seguinte) — descobriram um porco que foi soterrado ao mesmo tempo e que supostamente havia perecido. Mas, estranho como possa parecer, ele foi encontrado vivo, passados exatos cinco meses e nove dias desde o acidente. Naquela época, o animal pesava 140 libras [63,5 kg]; quando foi encontrado, havia perdido cerca de 30 libras [13,6 kg], mas passava bem. — National Register, 2 de junho de 1811

Ah, — que pena que já não se escreve mais como antigamente (e que as pessoas de hoje comumente se percam em frases tão longas como essa) — como eu adoro essa linguagem cheia de interpolações!

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *