Nanociência em Queda Livre

Não é muito difícil imaginar o laboratório de um grupo de cientistas de materiais: num ambiente claro e limpo, temos algumas bancadas ou mesas, óculos de proteção, jalecos e equipamentos como computadores, microscópios, centrífugas e a indispensável máquina de café. É em lugares assim que são estudados e desenvolvidos novos materiais com as mais diversas aplicações. Mas nem todo material pode ser estudado com esses aparatos num ambiente laboratorial tranquilo. Essa é uma das descobertas feitas recentemente por pesquisadores australianos. (mais…)

Músculos a vácuo

vacuummuscle

Contração. Relaxamento. Contração. Relaxamento. Três séries de 20 repetições. Contração. Relaxamento. Poderia ser uma cena de academia, mas exercícios como esse estão sendo realizados num laboratório da Universidade de Harvard, onde cientistas estão desenvolvendo um novo tipo de músculos — atuadores a vácuo. (mais…)

A vida, o Universo e tudo mais — numa bola de gude

A internet inteira numa bola de gude? É possível.

A internet produz uma quantidade colossal de informação a cada dia — em 2013 eram 5 exabytes por dia, equivalente a tudo que havia sido criado pela humanidade até 2003. Novos experimentos — do LHC às fotos em HD da New Horizons — também recolhem uma montanha de informação em frações de segundos. Antes de processar e analisar todos esses exabytes, é preciso resolver um problema mais básico: onde e como armazenar tudo isso? (mais…)

Halobenzenopoesia

Reações de amido de potássio Com halobenzenos em amônia Via intermediários de benzeno ocorrem. Bergstrom e colaboradores reportam, Baseados em competições entre dois componentes, Que bromobenzeno é o mais rápido a reagir, De perto seguido pelo iodobenzeno, Com o cloro-composto bem atrás E fluorobenzeno sendo bastante inerte No ponto de Leia mais…

O Mistério do Homem de Somerton [Parte 3: Química, Fotografias e outras evidências]

SomertonMan2.jpg

Mr. Somerton

Há quase 70 anos, um homem apareceu morto na praia de Somerton, em Adelaide, Austrália. Na primeira parte sobre a história e a investigação deste caso que ainda não foi esclarecido, vimos as circunstâncias da cena ocorrida na manhã de 1º. de Dezembro de 1948. Na segunda parte, estudamos dois códigos: o encontrado num livro e o DNA. As letras rabiscadas no livro ainda não foram decifradas. As evidências genéticas apontam para uma possível origem americana. Neste último capítulo, vamos ver as evidências químicas — que excluem a possibilidade de envenenamento e revelam que Mr. Somerton chegara a Austrália poucos dias antes de falecer. Novos exames de evidências colhidas na época, como fotografias post-mortem e registros dentários também jogam novas luzes sobre o caso. (mais…)

Carrinhos e carrões de fricção

Brinquedo no lab: carrinho foi o meio encontrado para testar os nanogeradores triboelétricos. [Imagem: College of Engineering/University of Wisconsin-Madison]

Vruuuumm… Vruuuummmm… O carrinho de brinquedo zune pelo ambiente, com suas grandes rodas douradas e as luzinhas piscando. Quem está com o controle nas mãos não é uma criança, mas um homem crescido de feições asiáticas e o ambiente que o jipinho explora não é um quarto ou quintal. O adulto asiático não é um colecionador, mas um cientista e a cena descrita bem deve ter acontecido num laboratório. O jipinho da foto acima é realmente um brinquedo e ao mesmo tempo é o objeto de pesquisa de Xudong Wang, professor-associado engenharia e ciência de materiais da Universidade de Winconsin-Madison, nos Estados Unidos. (mais…)

1000 likes e Patentes Patéticas

capa patentes patéticas

Em comemoração aos 1.000 “likes” da nossa página no Facebook, vamos sortear 5 exemplares do livro Patentes Patéticas. O sorteio será realizado (via sorteie.me) no dia 18/01/2015, às 18h. O resultado será divulgado em até uma hora. As demais condições de participação estão descritas no regulamento a seguir.

Para concorrer aos 5 (cinco) exemplares do livro Patentes Patéticas, você deverá concordar com os seguintes termos e condições: (mais…)

A Terra é Bela. Ainda mais em 4K

Onde estava o leitor entre os dias 15 e 19 de maio de 2011? Não preciso adivinhar: estava no Planeta Terra, muito provavelmente na metade sul do hemisfério ocidental. Quem esteve do outro lado do mundo entre aqueles dias está no vídeo a seguir. São quase quatro minutos de imagens de alta resolução da bacia do Oceano Índico, começando pelo hemisfério norte, depois o hemisfério sul e encerrando com o globo terrestre em toda a sua glória. Recomendamos rodar o vídeo em tela cheia. (mais…)

A Bioquímica é Bela. Ainda mais com um Nobel.

bioquímica bela

Células em prófase (esq.) e anáfase (dir.), com histonas e taxas de crescimento de microtúbulos. Gráfico mostra distribuição de taxas de crescimento de diferentes estágios da mitose, numa média a partir de um grupo de 9 a 12 células. [Crédito: Betzig Lab/HHMI]

Contrações musculares. Interações celulares. Citocinese. Intérfase. Metáfase. Anáfase. Presentes nas aulas de Biologia a partir do ensino médio, esses termos designam fenômenos riquíssimos que — como algumas reações químicas bem mais simples — estão acontecendo em cada ser vivo presente neste momento. Também há muita beleza oculta nos laboratórios de Bioquímica. E ela também está sendo descoberta e observada com novas tecnologias na microscopia, que começaram a ser desenvolvidas há 10 anos por Eric Betzig. Os resultados começam a aparecer agora e são tão promissores que já lhe valeram um Prêmio Nobel. (mais…)

A Química é Bela. Ainda mais em 4K.

Precipitação. Gaseificação. Combustão. Acidificação. Cristalização. Há muita ação (e reação) por trás das aulas de Química, mas falta atenção. Porque essa ação toda está em detalhes tão pequenos e fugazes que são facilmente ignorados por professores e alunos. Mas não são apenas as reações que passam em branco nas salas Leia mais…