O Mistério do Homem de Somerton [Parte 3: Química, Fotografias e outras evidências]

SomertonMan2.jpg

Mr. Somerton

Há quase 70 anos, um homem apareceu morto na praia de Somerton, em Adelaide, Austrália. Na primeira parte sobre a história e a investigação deste caso que ainda não foi esclarecido, vimos as circunstâncias da cena ocorrida na manhã de 1º. de Dezembro de 1948. Na segunda parte, estudamos dois códigos: o encontrado num livro e o DNA. As letras rabiscadas no livro ainda não foram decifradas. As evidências genéticas apontam para uma possível origem americana. Neste último capítulo, vamos ver as evidências químicas — que excluem a possibilidade de envenenamento e revelam que Mr. Somerton chegara a Austrália poucos dias antes de falecer. Novos exames de evidências colhidas na época, como fotografias post-mortem e registros dentários também jogam novas luzes sobre o caso. (mais…)

A Terra é Bela. Ainda mais em 4K

Onde estava o leitor entre os dias 15 e 19 de maio de 2011? Não preciso adivinhar: estava no Planeta Terra, muito provavelmente na metade sul do hemisfério ocidental. Quem esteve do outro lado do mundo entre aqueles dias está no vídeo a seguir. São quase quatro minutos de imagens de alta resolução da bacia do Oceano Índico, começando pelo hemisfério norte, depois o hemisfério sul e encerrando com o globo terrestre em toda a sua glória. Recomendamos rodar o vídeo em tela cheia. (mais…)

Patentes Patéticas (nº. 131)

image

Há muita coisa errada no mundo e um inventor é alguém que sempre busca consertar, de maneira criativa, pelo menos algum destes milhões de problemas. De tampas de privadas levantadas a adoção de crianças. Isto mesmo, adoção de crianças. Todo mundo sabe que em muitos casos há mais candidatos a pais adotivos do que crianças disponíveis (especialmente quando são crianças pequenas e brancas), mas como resolver isso? Que tal tentar um Método e Sistema para Permitir Consulta ao Público e Eleição de Pais Prospectivos em Procedimentos de Adoção em Rede Nacional. Apesar do nome burocrático, parece algo bastante democrático: (mais…)

>E digo mais:

> Um gentleman, que tinha o hábito de intercalar seus discursos com a expressão “eu digo”, foi informado por um amigo que certo indivíduo fizera comentários maldosos sobre tal peculiaridade. Então, ele não perdeu a oportunidade e disse-lhe o seguinte em um divertido estilo de réplica: — Eu digo, senhor, Leia mais…

>A corrida pelo Z

> Se você sempre detestou ser o último de uma lista ordenada em ordem alfabética graças à sua graça, saiba que isso pode ser um bom negócio quando se trata de listas telefônicas. Em 1979, a Time fez uma reportagem na qual informava que Zachary Zzzra havia sido ultrapassado no Leia mais…