Um detetive tão culto e erudito quanto Sherlock Holmes não poderia deixar de escrever algumas obras sobre seu ofício. Segundo Vincent Starrett, em The Private Life of Sherlock Holmes, esta é a bibliografia completa do detetive de Baker Street:

  • Chaldean Roots in the Ancient Cornish Language [Raízes Caldeias no Antigo Idioma Córnico]
  • Early English Charters [Antigas Cartas Inglesas]
  • Malingering [lit. Forjar Males, Fazer-se de Doente]
  • Of Tattoo Marks [Das Marcas de Tatuagem]
  • On Secret Writings [Dos Escritos Secretos]
  • On the Polyphonic Motets of Lassus [Dos Motetos Polifônicos de Lassus] – Motetos são composições polifônicas medievais, antecessoras das músicas barroca e romântica. Lassus é o maior compositor de motetos do Renascimento.
  • On the Surface Anatomy of the Human Ear [Da Anatomia Superficial da Orelha Humana]
  • On the Typewriter and Its Relation to Crime [Da Máquina de Escrever e de sua Relação com o Crime] – Este volume está definitivamente antiquado.
  • Practical Handbook of Bee Culture, With Some Observations Upon the Segregation of the Queen [Manual Prático de Apicultura, com Algumas Observações sobre a Segregação da Rainha] – Só pelo longo título, este merecia um prêmio.
  • Sigerson [um codinome de Sherlock em A Casa Vazia]
  • The Whole Art of Detection [A Arte Completa da Detecção]
  • Translations [Traduções]
  • Upon the Dating of Old Documents [Sobre a Datação de Documentos Antigos]
  • Upon the Distinction Between the Ashes of the Various Tobaccos [Sobre a Distinção entre as Cinzas de Vários Tabacos]
  • Upon the Influence of a Trade Upon the Form of the Hand [Sobre a Influência de uma Ocupação sobre a Forma da Mão]
  • Upon the Tracing of Footsteps [Sobre o Rastreamento de Pegadas]
  • Upon the Uses of Dogs in the Work of the Detective [Sobre o Uso de Cães no Trabalho de um Detetive]

Mas nem tudo é literatura técnica na vida literária de um detetive da Londres vitoriana. Mr. Starrett acredita que pelo menos três títulos da coleção sherlockianaThe Blanched Soldier [O Soldado Branqueado], The Book of Life [O Livro da Vida] e The Lion’s Mane [A Juba do Leão] — seriam obras de ficção. Se for assim, seriam tais obras romances detetivescos?

 


0 comentário

carlos orsi · 11 de abril de 2012 às 12:19

‘Blanched Soldier’ e ‘Lion’s Mane’ são as duas únicas aventuras de Holmes narradas integralmente em primeira pessoa pelo próprio detetive (a voz de Holmes também é responsável pela maior parte da narrativa do conto ‘The Gloria Scott’, mas nesse caso trata-se de um depoimento dado ao Dr. Watson). ‘Book of Life’ é o título de um artigo que Holmes teria escrito para uma revista, a respeito do ofício de detetive.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *