Uma retrospectiva como esta

Não importa o ano, essa é a época das reprises, retrospectivas, análises e um monte de bla-bla-blá que tentam entreter o tempo de muita gente que finalmente tem tempo de sobra. Pode ser um saco, mas não quando se tem um saco com tantas dimensões quanto o hypercubic.

Eu poderia falar de números posts ou índices de audiência, mas isso francamente não importa. Dois-mil-e-treze foi um ano de surpresas para este que vos escreve. Eu planejava um TCC bastante banal, uma monografia a mais — mas fui surpreendido novamente e entrei numa jornada inesperada. (mais…)

>11111011010 já era!

> O último post do ano não poderia ser diferente. É chato, é sinônimo de preguiça de quem faz, mas… todo mundo gosta de uma retrospectiva. Antes, porém, uma dose de entusiasmo, por favor. Neste ano esse blog deslanchou, explodiu, inflacionou! Foram 278 postagens (um crescimento ultra-chinês: 237,93%), numa base Leia mais…