Em uma palavra [435]

heresiarca (he.re.si.ar.ca) s.c.2g., adj. Rel. no mundo cristão, nome dado ao fundador ou chefe de uma seita considerada herege ou ainda ao criador de uma doutrina herética; arqui-herético, herege-mor. [do grego hairesiarkhés = líder dos hereges] Alguns dos heresiarcas apontados pelo Catolicismo são Ário (fundador do Arianismo), Marcião (criador do Leia mais…

Em uma palavra [411]

echacorvo (e.cha.cor.vo) s.m. em des. 1. pregador que visitava pequenos povoados com o (muitas vezes suposto) objetivo de fazer homílias e recolher esmolas. 2. por ext., embusteiro, falso beato, santarrão, santo do pau oco. [do espanhol echacuervos]

Por dentro da URSS: os muçulmanos

A escola de religião islâmica de Bukhara [na RSS do Uzbequistão], com novecentos anos de existência, ainda funciona. Falamos com o reitor, pessoa sonolenta e de barba espessa, parecido com os dignitários muçulmanos da Nigéria setentrional ou do Marrocos. Dirige o estabelecimento há mais de trinta anos; e este possuía Leia mais…

Em uma palavra [369]

quadragesimariano (qua.dra.ge.si.ma.ria.no) s.m., adj. Rel. 1. relativo à quaresma, que se passa durante a quaresma; quaresmeiro. 2. pessoa que observa a quaresma, abstendo-se do consumo de carne vermelha às sextas-feiras. [do lat. quadragesima = 40º; quarentena, quaresma]

Em uma palavra [366]

enteomania (en.te.o.ma.ni.a) s.f. Psiq. crença patológica de estar divinamente inspirado. enteômano, adj. maníaco que acredita ser inspirado por deus ou que tem ligação direta com a divindade. [de en- + -teo- + mania = lit. mania de se endeusar]

Por dentro da URSS: Igrejas

Antes da Revolução havia umas quatrocentas igrejas só em Moscou; hoje, há umas trinta. Naturalmente, a Igreja Ortodoxa foi desoficializada pouco depois que o governo soviético assumiu o poder (a 22 de janeiro de 1918, para sermos exatos), e nacionalizaram-se todas as propriedades eclesiásticas. As igrejas que ainda existem hoje Leia mais…