Pequenas fortunas livrescas

Não era à toa que os livros das bibliotecas medievais costumavam ser acorrentados em suas estantes. Isso evitava a perda ou roubo de obras equivalentes a verdadeiras fortunas: Houve épocas em que, pela posse de um manuscrito, havia quem transferisse uma propriedade, ou deixasse como caução pelo empréstimo centenas de Leia mais…

Diário de um iconoclasta

Em Sunbury derrubamos dez anjos grandalhões de vidro. Em Barham, derrubamos os doze apóstolos da chancela e outras seis imagens supersticiosas por ali; e oito na igreja, das quais uma era um cordeiro com uma cruz (+) nas costas; extraímos os pedestais e tiramos quatro inscrições supersticiosas de bronze […] Leia mais…