O The Flash e a Super Velocidade

O poder que concilia ausência e presença de atrito em um mesmo corpo.

O The Flash está entre os personagens mais conhecidos do mundo dos quadrinhos. O herói mais rápido da editora DC Comics se tornou um ícone através de diferentes escritores e ilustradores e, atualmente, ganha ainda mais espaço nas telas do cinema e da televisão. Existem diferentes versões sobre a história e os poderes do velocista, falaremos aqui de alguns tópicos da versão mais conhecida.

1. Surgimento dos poderes

Barry Allen, formado em química orgânica e criminologia, começou a trabalhar no Departamento de Polícia Científica, em Central City (uma cidade do universo da DC Comics).

Certa noite, Barry estava trabalhando em seu laboratório, quando um raio acertou a janela. O químico foi atingido pelos destroços e banhado por vários produtos químicos. Aos poucos, ele foi descobrindo que aquele acidente havia lhe dado uma velocidade sobre-humana.

Fig 1. Fan-art do The Flash correndo na estrada, por Andres Nieto

2. A super velocidade e a aura anti-atrito

Se algum dia, por motivos que com certeza serão muito estranhos, você puder ter o poder de um super herói, lembre-se de não escolher a super velocidade, a não ser que ela venha acompanhada de uma aura anti-atrito.

Isso é MUITO importante!

E eu explico:

Se soltarmos uma formiga de um prédio muito alto sua velocidade aumentará em 35 Km/h a cada segundo, pela ação da força da gravidade. Ou seja, no final de 10 segundos ela deveria ter 350 km/h de velocidade. No entanto, quanto mais rápido um corpo está mais ele sofre resistência do ar.

formiga
Fig 2. Uma simpática formiga

No caso da nossa formiga, que é extremamente leve, quando a sua velocidade chega a aproximadamente 10 km/h (e isso acontece em menos de 1 segundo de queda) a força de atrito que o ar exerce sobre a formiga se iguala à força da gravidade e, por causa disso, a sua velocidade se torna constante.

Portanto, se a formiga cair de 40 cm de altura, ou se ela cair de 800 m, chegará com a mesma velocidade no chão.

O que isso tem a ver com a super velocidade do flash?

Quanto mais rápido estamos correndo, maior será a força de resistência do ar. No caso do Flash, que atinge velocidades até maiores que a da luz (em algumas edições), o ar poderia se tornar o grande vilão do seu principal poder. Na medida que uma pessoa vai correndo, ela vai empurrando o ar à sua frente e fazendo-o condensar em uma massa de ar cada vez mais densa. Com velocidades muito altas, o ar se comportaria quase como uma parede, o que faria qualquer pessoa comum ser completamente esmagada pelo ar.

No entanto, vemos que ele não parece sofrer nenhum efeito de resistência quando está correndo. A explicação dada pelos editores é que o Flash possui uma aura anti-atrito, que cria uma espécie de blindagem aerodinâmica, impedindo que ele sofra qualquer força do ar.

Não deixa de ser uma explicação!

3. Correndo pelas paredes e a aura “(anti)anti-atrito”

Quando estamos fazendo uma caminhada (ou corrida), nosso pé faz uma força contra o chão, empurrando-o para trás, e o chão reage nos empurrando para frente. O que nos impede de deslizar no solo, como deslizaríamos se estivéssemos em um piso escorregadio, é o atrito.

A força de atrito que o chão faz em nós sempre depende de duas coisas:

plano horizontal
Fig 3. Empurrando uma caixa
  • Coeficiente de atrito: que determina o quanto uma superfície é resistente a outra quando são arrastadas;
  • Força Normal: que é a força aplicada pela superfície de apoio no corpo.

Suponhamos que você precise empurrar uma caixa muito pesada sobre o asfalto. Com certeza não será tarefa fácil, pois como o peso dela é grande, a força normal (N) com que o chão a empurra para cima é igualmente grande.

Além disso, o asfalto é uma superfície bastante rugosa, portanto seu coeficiente de atrito é alto. Esses dois fatores levarão a uma força de atrito enorme.

plano inclinado
Fig 4. Caixa em um plano inclinado
vertical
Fig 5. Caixa em uma superfície vertical.

No entanto, se pudermos inclinar a superfície, cada vez mais, na direção que queremos movimentá-la, a dificuldade vai diminuir. Se chegarmos ao máximo de inclinação (formando 90º – como na figura 5) o corpo vai cair livremente.

Por que o atrito foi diminuindo com a inclinação?

Quanto mais inclinada estiver a superfície, menor é a força que a caixa faz sobre ela, e consequentemente, menor é força de reação do solo. Logo, o atrito tem força máxima na situação da figura 3, enquanto na figura 5 ele é nulo, pois mal há contato entre a caixa e a parede.

O que isso tem a ver com a corrida nas paredes do flash?

Como vimos que para andar é preciso existir atrito entre o seu pé e o chão e que o atrito vai diminuindo na medida em que aumentamos a inclinação da superfície, então nos perguntamos:

COMO O FLASH CORRE PELAS PAREDES? Quando o chão está totalmente vertical (como na figura 6) ele não exerce nenhum atrito que empurre o Flash para frente. Que força, então, é essa que faz o velocista escalar a parede correndo? Será que nos pés dele há uma aura anti-anti-atrito, ou anti-não-atrito, ou simplesmente uma aura de atrito, que faz os pés dele empurrarem a parede para baixo (enquanto ela o empurra para cima)?

Fan-art do Flash subindo um prédio
Fan-art do Flash subindo um prédio

4. Como derrotar o Flash?

Capitão Frio impedindo Flash de correr
Fig 6. Capitão Frio impedindo Flash de correr (DC Comics, 1960)

Pelo pouco que vimos até aqui, as leis da física não parecem atrapalhar os planos do herói apressadinho (ou pelo menos dos editores da DC Comics). Mas acredite se quiser a super velocidade tem uma fraqueza.

A sua suposta aura de atrito nos pés (que acabei de inventar, para explicar a corrida nas paredes) não parece ter efeito quando a superfície é de gelo. Será que a aura fica congelada?

O fato é que quando Flash enfrenta um dos seus mais populares inimigos, o Capitão Frio, ele é surpreendido por um raio congelante no seu caminho, inutilizando por completo a sua velocidade.

5. Por fim

Percebemos com essas análises que esse poder do The Flash possui alguns problemas no campo da ciência, em particular, da física. Um banho de produtos químicos e a aquisição de uma super velocidade não é o suficiente para explicar como ele consegue ignorar o atrito com o ar e ao mesmo tempo criar um atrito artificial para andar numa parede totalmente vertical.

E você, consegue encontrar uma explicação que concilie essas duas maneiras diferentes de interagir com o atrito?

_____________

Este artigo foi inspirado na pesquisa “A Física dos Super Heróis de Quadrinhos” feita por Luiziana Gonzaga (e equipe) da UNIARARAS e publicada no Caderno de Física da UFES em 2014. Quem quiser, pode conferir aqui.

Lucas Miranda

Físico e mestre em Divulgação Científica pela Unicamp. É professor no Sistema Anglo de Ensino, Colunista da Revista Ciência Hoje, Coordenador do projeto Ciência ao Bar e Cinegrafista, Editor e Tradutor na TV NUPES (Fac. de Medicina - UFJF)

20 thoughts on “O The Flash e a Super Velocidade

  • 11 de novembro de 2016 em 22:15
    Permalink

    Que legal, Lucas! Adorei o seu blog! E eu sou super fã do Flash, então amei esta postagem! hahaha
    Bom, agora pensando cientificamente no atrito, fiquei matutando aqui… mesmo numa superfície horizontal ele precisaria do atrito para conseguir se impulsionar para frente a cada passo, então de qualquer modo, a aura anti-atrito do Flash não poderia cobrir a sola dos pés! E aí, talvez a sola dos pés tenha alguma substância química tipo a que as lagartixas têm nas patas para ajudar a andar por superfícies verticais (http://chc.org.br/quimica-para-subir-e-andar-pelas-paredes/)!
    Ou então, vai ver o gelo produzido na arma do Capitão Frio tem uma aura anti-(anti-anti-atrito) hahahahahaha

    Resposta
    • 12 de novembro de 2016 em 00:04
      Permalink

      Obrigado Carolina!! Que bom que gostou 🙂
      Sobre a corrida na horizontal é isso mesmo. A aura anti-atrito deve cobrir só a sua frente, não afetando a parte debaixo dos pés.
      No caso da corrida na vertical, essa pode ser uma explicação interessante. Inclusive, o próprio homem-aranha tem essa aderência, então não seria uma explicação sem precedentes nos quadrinhos. A única ressalva (que também vale para o aranha) é o quanto essa aderência consegue suportar. A força que sustenta as lagartixas e aranhas é a de van der Walls (como citado no post do chc que você mandou), o problema é que ela é a mais fraca das forças interatômicas. Claro, ela é forte o suficiente pra suportar uma lagartixa, mas jamais uma pessoa. Então eu acredito que, pra explicar a subida vertical usando forças em nível atômico e molecular, precisaria se definir um outro tipo de força, que seja até mais resistente do que as Pontes de Hidrogênio (a mais forte delas).
      E olha… a ideia da aura anti-anti-anti-atrito fundiu minha cabeça hahahaha
      Abração!!

      Resposta
      • 22 de novembro de 2018 em 18:58
        Permalink

        Como o flash para em alta velocidade? Suponho que se ele parasse de uma vez ele se despedaçaria, não?

        Resposta
        • 23 de novembro de 2018 em 09:21
          Permalink

          Boa pergunta hehehe. Esse, realmente, seria mais um problema para o Flash. Se ele estivesse muito rápido e, de repente, os seus pés freassem no chão, todo o resto do seu corpo deveria ser arrancado e continuaria voando pra frente com a mesma velocidade que estava antes.
          Aparentemente, ele tem algum poder mirabolante que consegue fazer todo o seu corpo parar. Mas não vejo nenhum paralelo disso com o mundo real, seria bem difícil criar uma tecnologia que imitasse esse poder de parada instantânea.

          Resposta
        • 9 de setembro de 2019 em 21:50
          Permalink

          Realmente seguindo as leis de Newton de ação e reação isso ocorreria. O que eu acredito é que o Flash não possua um simples poder de aceleração e sim um poder de controle geral da parte dinâmica da física que age sobre si mesmo , isso explicaria de como ele consegue andar na parede e frear de uma vez , visto que ele consegue controlar vetores, fator de atrito em determinadas partes do corpo e têm a aceleração em si. Mas como fica estranho pra caramba ter “o poder de controle das variáveis dinâmicas da física sobre o próprio corpo ou um corpo em contato com ele” deixaram só “poder da aceleração” . A verdade é que o Flash é muito mal construído. Se tu for levar ao pé da letra tem tanta coisa que ele faz que não tem o menor sentido. Comparando ele aos outros super heróis, eles até tem alguma base física mais contundente kkkkkkk

          Resposta
          • 11 de setembro de 2019 em 09:44
            Permalink

            Verdade! Faria bem mais sentido msm. E isso daria possibilidades ainda maiores pra ele ne (e pros roteiristas também). Mas assim, não acho que ele tenha sido “mal construído”. Enquanto um personagem de quadrinhos, dentro do seu contexto, ele funciona bem. Acho que a justificativa científica para os seus poderes (e dos outros heróis) funciona mais como um adereço na narrativa do que como um elemento de roteiro crucial pra compreender a história. Me parece quase inevitável que todo super-herói tenha um quê de fantasia, porque é muito difícil (senão impossível) explicar cientificamente cada superpoder que existe. Mas, realmente, se formos fazer um ranking dos heróis mais sem noção fisicamente… o Flash com certeza disputaria os primeiros lugares rsrs.

      • 20 de maio de 2020 em 13:00
        Permalink

        “A força que sustenta as lagartixas e aranhas é a de van der Walls (como citado no post do chc que você mandou), o problema é que ela é a mais fraca das forças INTERMOLECULARES (e não interatômicas)”

        Resposta
  • 30 de outubro de 2018 em 16:29
    Permalink

    Achei muito bom as explicações.

    Pelo que eu percebi, o Flash alterna sua capacidade de sofrer atrito ou não, muita apelação.
    Um coisa curiosa, é que nessa velocidade, se ele sofrer uma queda, ou subir uma calçada, é possível que ele seja mandado para o espaço rsrs.

    Resposta
    • 31 de outubro de 2018 em 07:55
      Permalink

      Que ótimo que curtiu meu caro!

      Tem quadrinhos que os editores nem se importam em fazer o Flash ultrapassar a velocidade da luz hehe. E, realmente, se ele ta numa velocidade um pouco acima de 40.000 Km/h (que é a velocidade necessária pra escapar da atmosfera da Terra) e ele tropeça, ele pode ser arremessado pra fora do planeta rsrs.

      Resposta
  • 23 de abril de 2019 em 16:04
    Permalink

    Se o multiverso existir, em algum universo as leis da física poderiam ser diferentes, assim possibilitando a existencia do Flash.Gostei muito do blog! Falou!

    Resposta
  • 21 de maio de 2019 em 17:40
    Permalink

    Eu sempre achei que o Flash corria pela parede devido a sua alta velocidade. Vim justamente saber que velocidade seria essa (e topei com esse problema)

    Por exemplo… Se o Flash estiver a 500 km/h Não seria suficiente para subir por uma parede de 20 metros de altura antes que as forças naturais o puxassem para baixo? Achei que isso fosse possível

    Resposta
    • 22 de maio de 2019 em 00:03
      Permalink

      Oi Pedro, ótima questão! Você tem razão, se o Flash estiver a uma velocidade de 500 Km/h ele conseguiria subir a parede. A gravidade faria ele perder 36 Km/h de velocidade a cada segundo que passasse. Então com essa velocidade ele subiria por pouco mais de 13 segundos, o que já é o suficiente para ir mais alto que o maior prédio do mundo (de 825 metros).
      O problema é que essa velocidade que ele tinha era na horizontal. Se ele está correndo no chão o que vai fazer ele ter uma velocidade para cima, pra que assim consiga subir o prédio? Esses 500 Km/h não vão simplesmente se converter em velocidade para cima. Pra que surja uma velocidade que aponte pra cima é preciso existir uma força que o empurre pra cima.
      Se você colocar uma rampa ele vai conseguir aproveitar uma parte da sua velocidade para subir, porque o atrito com a rampa não aponta totalmente pra frente (como o atrito com o chão) ele aponta um pouquinho pra cima também. Mas quando o Flash chega na parte totalmente vertical aí o atrito é zero, ou seja, não tem mais nada que o empurre pra cima. Ele pode até conseguir subir um pouco no embalo, mas não chega nem perto dos 13 segundos. Sacou?

      Resposta
  • 11 de setembro de 2019 em 22:40
    Permalink

    No filme liga da justiça, a força de aceleração e mostrada como um campo de energia, que empurra e puxa o Barry , esse campo acelera a pessoa que tá conectanada a ele e diminui a velocidade dos objetos ao redor , se vermos bem , esse flash do filme tem um estilo de correr diferente, ele faz um tipo de lançamento com as mãos, fazendo os raios seguirem pra frente, e depois o puxando, é como se ele tivesse viajando dentro de um raio, sendo o raio, enxergando como um raio, caso um raio tivesse olhos .

    Resposta
    • 6 de agosto de 2020 em 05:36
      Permalink

      Vou deixar claro que nao e facil ganhar velocidade eu sou o lucas the flash e tambem que a velocidade do meu amigo e de 640 m/s nois medio ta fizemos. Tantos calculos mais uma vez meu numero é esse aqui. 75992489571 me chame no whatsapp e nois conversa mais ja vou logo avisando nao vou mandar videos nao vcs mesmo que tem que acreditar….. obgd pela sua atençao

      Resposta
  • Pingback: Força de atrito – Fisicamente Falando

  • 6 de agosto de 2020 em 05:28
    Permalink

    E possivel sim ter super velocidade so pra vcs saberem eu tenho um amigo que superou a velocidade do som com 640 m/s sem sofrer nenhum dano do tipo de se queima e tal eu sei que vai ter muita gente que vai ignorar e parar de ler ou até rir de mim mais tipo é exatamente por isso que o ser humano nao evolui por nao acreditar e esperar outra pessoa provar que e possivel eu tambem nao acreditava no meu amigo ria da cara dele falava que ele tava maluco até que um dia ele me mostrou mano nesse dia eu fiquei besta pra krl ele me mostrou o que ele fazia eu comecei a fazer percebi diferença isso aconteceu a 5 meses notei agr eu consigo correr 40 m/s e eunao estou falando a minha velocidade aleatoriamente nao eu fiz varios tipos de calculos, enfim vou deixar meu numero caso alguns de vcs queiram conversar 75992489571 me chame no whatsaap e fale que quer saber mais sobre a minha velocidade ai eu vou saber do que se trata blz vlw entao

    Resposta
  • 17 de agosto de 2020 em 20:35
    Permalink

    “O THE FLASH” não cara, só não…

    Resposta
  • 9 de setembro de 2020 em 19:54
    Permalink

    quais as leis de newton estão envolvidas na pesquisa? 1, 2 ou 3?

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Skip to content